Home > Notícias

Governo dos EUA cria serviço para medir velocidade da banda larga

Ferramenta só pode ser usada por residentes naquele país, está disponível no site da FCC e vai mapear áreas de ‘sombra’.

Grant Gross, do IDG News Service

11/03/2010 às 18h51

Foto:

A Comissão Federal de Comunicações dos Estados Unidos, correspondente à Anatel no Brasil, adicionou um conjunto de ferramentas ao site Broadband.gov para auxiliar consumidores a medirem a velocidade de acesso do serviço de banda larga contratado ou informar ou governo da inexistência deste tipo de acesso.

O serviço, denominado Consumer Broadband Test and Broadband Dead Zone Report  foi colocado no ar nesta quinta-feira (11/3).

“A transparência dá poder ao consumidor, promove inovação e investimentos, e encoraja a competição”, afirmou o presidente da FCC, Julius Genachowski em um comunicado. Na mensagem, o representante do governo dos Estados Unidos diz que a nova ferramenta irá dotar os usuários de informações em tempo real sobre sua conexão banda larga, bem como à FCC com informações úteis sobre o serviço de dados por todo o país. “Ao informar os consumidores a respeito da qualidade do serviço de banda larga, estas ferramentas irão eliminar confusão e farão o mercado trabalhar mais eficientemente”.

A ferramenta possui mecanismos que indicam a velocidade do acesso e a latência e passa tais informações ao cidadão e à FCC. Uma versão móvel da aplicação, o primeiro aplicativo móvel criado pela agência, também está disponível na App Store e no Android Market.

A Consumer Broadband Test utiliza duas ferramentas populares para medição de serviços de banda larga: o Ookla Speed Test e a Network Diagnostic Tool, que são executadas dentro da plataforma Measurement Lab (M-lab). Ainda segundo o comunicado, a FCC planeja oferecer ferramentas de testes adicionais no futuro.

A Network Diagnostic Too é uma ferramenta open source criada por pesquisadores da Internet2 para rodar na plataforma M-Lab, infraestrutura de servidores distribuídos e aberta desenvolvida por pesquisadores para a criação de sistemas de medição na web. O M-Lab foi fundada New America Foundation’s Open Technology Initiative, PlanetLab Consortion, Google e também por pesquisadores acadêmicos.

“A Network Diagnostic Tool irá coletar informações importantes sobre as verdadeiras condições da banda larga nos Estados Unidos”, afirmou em comunicado o diretor da Open Tehcnology Initiative, Sasch Meinrath.

Zonas de sombra
Já o Broadband Dead Zone Reporting Form foi criado para permitir a cidadãos norte-americanos e residentes no país reportarem áreas nos Estados Unidos que não contam com serviço de banda larga. O uso da ferramenta exige o fornecimento do endereço de residência naquele país. Interessados também podem se comunicar com a FCC por email ou por telefone.

As informações coletadas pela FCC vão permitir a analise do desempenho e disponibilidade dos serviços de banda larga. Informações sobre os consumidores, segunda a agência, serão mantidas em sigilo.

 

banda_larga_teste

 

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail