Home > Notícias

Governo estuda reduzir impostos sobre produtos eletrônicos importados

Segundo o governo federal, ideia é aumentar a competitividade e produtividade das empresas que utilizam equipamentos de TI em suas atividades

Da Redação

13/06/2019 às 17h56

Foto: Shutterstock

Produtos eletrônicos, como smartphones e computadores, que são importados ou têm peças vindas de outros países poderão em breve ficar mais baratos no Brasil. Isso porque o governo federal estuda reduzir as tarifas de importação de bens associados à tecnologia da informação (TI). Na prática, as taxas poderiam passar dos atuais 16% para até cerca de 4% até o fim do atual mandato do presidente Jair Bolsonaro.

De acordo com Marco Troyjo, secretário especial de Comércio Exterior e Assuntos Internacionais do Ministério da Economia, a ideia é aumentar a competitividade e a produtividade das empresas que usam esses equipamentos em suas atividades. Plataformas, serviços e recursos baseados em tecnologia da informação são usadas em praticamente todos os setores da economia que, por conta disso, poderia melhorar graças a essas mudanças.

"Tecnologias da informação são insumo. (O efeito) É exponencial. Quando você dá um choque não apenas de qualidade e preço, mas também mexe no acesso àquilo de mais avançado que está acontecendo, automaticamente multiplica por várias vezes sua produtividade interna", completou Troyjo.

Com informações: UOL

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail