Home > Notícias

Greenpeace elogia progresso ambiental da Apple

Ecologistas gostam dos novos anúncios feitos pela Apple em relação ao meio-ambiente, mas dizem que ainda não é o suficiente.

Computerworld/EUA

20/10/2008 às 10h42

Foto:

O Greenpeace elogiou a Apple por intensificar seus esforços em reduzir os materiais tóxicos em seus computadores e dispositivos eletrônicos.

“Enquanto a Apple e outras companhias de eletrônicos continuam enfrentando muitos desafios para criar produtos mais verdes, só pode ser uma coisa boa ver uma figura pública como Steve Jobs devotar seu tempo às preocupações ambientais da Apple”, disse o grupo na sexta-feira (19/10).

Contudo, a Apple ainda não fez o suficiente, de acordo com o Greenpeace: “Comparado ao que a Apple era antes, seus laptops estão definitivamente melhores. O que é algo bom. Mas todas as unidades tóxicas ainda não foram eliminadas.

O grupo reagiu ao progresso ambiental publicado em relatório da Apple na quinta-feira. Assinado pelo CEO Steve Jobs, a atualização deu uma visão geral da promessa da Apple feita no ano passado para eliminar o PVC e retardantes de chamas (BFRs) de todos os produtos da Apple até o final de 2008, além da remoção do mercúrio e arsênico de seus monitores.

“Estou orgulhoso de apresentar um relatório em que os novos produtos da Apple estão a caminho de cumprir nossa meta para o final de 2008”, escreveu Jobs.

Em maio de 2007, Jobs surpreendeu ambientalistas, incluindo o Greenpeace, dizendo que a companhia estava à frente de rivais como a Dell e a HP, ao emitir um manifesto apelidado de “Apple mais verde” que descrevia os planos da companhia.

Jobs também anunciou que a Apple ultrapassou a meta de 2007 reciclando 13% dos materiais em seus produtos vendidos sete anos antes e definiu sua meta de 2010 para 25%.

A Apple geralmente oferece reciclagem gratuita para seus iPods, iPhones, computadores antigos e monitores.

O CEO da Apple também mencionou uma pesquisa feita pela companhia do total de emissões de gás carbônico e apontou, pela primeira vez, uma série de documentos  que explicavam detalhadamente a eficiência de energia, composição dos materiais, embalagens e as emissões de gases nocivos ao meio-ambiente para cada produto da linha.

Eficiência energética
De acordo com os documentos, o “alumínio verde” do MacBook possui uma eficiência energética entre 86,6% e 87,5%, enquanto a fabricação, transporte e uso do laptop durante sua vida útil emite cerca de 460 quilos de gases tóxicos.

O Greenpeace, entretato, viu a eliminação de materiais tóxicos como um grande feito. “Esta será a primeira fabricante de computador e estabelece um desafio aos seus concorrentes como HP, Dell, Lenovo, Acer e Toshiba”, disse o grupo. “Se a Apple resolveu se comprometer com seus desafios, isso não exclui a possibilidade de qualquer uma dessas companhias seguirem a Apple na eliminação de gases tóxicos e não esperarem até o final de 2009”.

Todas essas companhias garantiram que irão remover o PVC e os BFRs de seus produtos até o final do próximo ano.

De acordo com a consultoria Gartner, a Apple contabilizou aproximadamente 10% de todos os computadores vendidos nos Estados Unidos no último trimestre, entretanto, isso não a coloca entre as cinco maiores fabricantes globais.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail