Home > Notícias

Grupo de consumidores nos EUA quer investigação antitruste na Google

Organização que defende consumidores afirma que companhia tem práticas que impedem concorrência e sugere que empresa seja dividada em duas.

IDG News Service

21/04/2010 às 19h07

Foto:

O Departamento de Justiça dos EUA (DOJ) deveria fazer uma investigação antitruste na Google, considerando inclusive a possibilidade de dividir a empresa em duas. A posição foi defendida nesta quarta-feira (21/4) por um grupo de consumidores.

O núcleo Consumer Watchdog, junto com um empresário da área móvel de dois advogados que representam os rivais do Google, reivindicam que o Departamento de Justiça inicie uma investigação antitruste como foco em uma série de questões, como a combinação de publicidade em resultados de busca e pesquisas de livros. 

"Está na hora de a Justiça realizar uma grande investigação antitruste contra a Google. Achamos que todos os recursos devem estar sobre a mesa, incluindo", disse John Simpson, integrante do Consumer Watchdog. Com 25 anos de idade, a organização atua com questões ligadas a temas como consumo, o que inclui serviços de saúde, seguros e energia. Na área de tecnologia, o alvo principal das críticas do grupo tem sido o Google.

O DOJ se recusou a comentar o pedido do Consumidor Watchdog.

“A Google tem manipulado os resultados de pesquisa com a inserção de publicidade e  exclui os concorrentes potenciais nos resultados”, disse Joseph Bial, advogado da Cadwalader, Wickersham & Taft, que representa myTriggers.com e TradeComet.com. As duas empresas entraram com ações antitruste contra o Google sob a alegação de que a companhia de buscas dificulta suas tentativas de anunciar no Google.com.

Adam Kovacevich, gerente sênior de comunicação global e assuntos públicos do Google, diz que o Consumer Watchdog tem sido "implacável e negativo" com o Google.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail