Home > Notícias

Guerra: taxistas de SP fazem protesto e chamam Uber de “app clandestino”

Motoristas de táxi acusam aplicativo de "concorrência desleal", já que não precisam pagar as mesmas taxas e impostos. Manifestação atinge outras cidades.

Da Redação

08/04/2015 às 10h15

Uber Logo 625.jpg
Foto:

Taxistas de São Paulo  e outras cidades brasileiras realizam nesta quarta-feira, 8/4, um protesto contra o aplicativo de transporte Uber. Convocada pela Associação Brasileira das Associações e Cooperativas de Táxi (Abracomtaxi), a manifestação acusa o serviço americano de “concorrência desleal” e de violar as leis locais, chamando-o de "aplicativo clandestino".

Em São Paulo, cerca de mil motoristas de táxi se reuniram na Praça Charles Miller, em frente ao Estádio do Pacaembu, na manhã de hoje. De lá, eles irão para a Câmara Municipal de SP para pedir providências à Prefeitura, que já chegou a considerar barrar o app na cidade – no entanto, nada foi decidido anteriormente.

O Uber, por sua vez, diz que não é um aplicativo de táxi, mas uma empresa de tecnologia que conecta motoristas, que considera “parceiros”, e os usuários. A companhia destaca que os serviços são diferentes, uma vez que não é possível pegar um carro do Uber na rua, apenas por meio de aplicativo para celular.

Presente no país desde maio de 2014, o Uber atualmente atua em quatro cidades brasileiras: São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília e Belo Horizonte.

A empresa, que tem um valor de mercado estimado em 40 bilhões de dólares, está presente em cerca de 300 cidades no mundo todo.

Os taxistas brasileiros não são os únicos a reclamarem do Uber, que já chegou até a ser proibido em alguns países, como a Espanha.

Juntamente com o AirBnb, o Uber é um dos principais expoentes da chamada “economia de compartilhamento”.

Posição do Uber

Procurado pela nossa reportagem, o Uber enviou o seguinte comunicado sobre o assunto: "A Uber acredita que os brasileiros devem ter assegurado seu direito de escolha para se movimentar pelas cidades. A Uber ressalta ainda que não é uma empresa de táxi, muito menos fornece este tipo de serviço, mas sim uma empresa de tecnologia que criou uma plataforma tecnológica que conecta motoristas parceiros particulares a usuários que buscam viagens seguras e eficientes, em mais de 300 cidades de 56 países."

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail