Guia completo: as melhores opções de aspiradores robôs

Limpar a casa nem sempre é tarefa fácil e divertida. Por isso, conheça alguns modelos de robôs que podem ajudar nesse quesito

Foto: Rob Schultz/Reprodução
https://pcworld.com.br/guia-completo-as-melhores-opcoes-de-aspiradores-robos/
Clique para copiar

Aspirar é uma das tarefas domésticas mais odiadas. Embora não se compare a limpar o banheiro ou ao problema da poeira, empurrar e arrastar um eletrodoméstico a vácuo barulhento e pesado é quase um tipo de tortura.

Não é de se chocar, então, que os aspiradores de robô sejam o máximo. Não há cabos ou mangueiras difíceis de lidar, e eles exigem pouco esforço. É possível comandá-los por um controle remoto físico ou um aplicativo de smartphone. Eles descartam facilmente os detritos domésticos mais comuns – migalhas de comida, pelos de animais e poeira – tornando-os ideais para manutenção de rotina e limpezas rápidas.

Conheça abaixo os melhores modelos avaliados do mercado.

Melhor aspirador robô: iRobot Roomba 960

A marca Roomba, da iRobot, tornou-se sinônimo de robô aspirador. E o Roomba 960 habilitado para Wi-Fi é uma prova ampla do porquê. Com três modos de limpeza e sensores de detecção de sujeira, manteve todas as superfícies do piso limpas nos testes, e sua navegação e mapeamento acionados por câmera foram excelentes. Seu aplicativo fácil de usar fornece alertas e relatórios detalhados de limpeza, e ainda é possível controlá-lo com os comandos de voz do Amazon Alexa e do Google Home. No Brasil, o aspirador pode ser encontrado por cerca de R$ 4.299,99.

Vice-campeão: Neato Robotics Botvac D7 Conectado

O Botvac D7 é quase tão caro quanto o Roomba 960. Seu excelente sistema de navegação e mapeamento inclui a capacidade de configurar barreiras virtuais em seus mapas detalhados do piso, justamente para que ele não entre em áreas não desejadas. Seu aplicativo complementar, projetado com elegância, facilita o gerenciamento de vários modos de limpeza, um par de configurações de sucção e mapas e históricos detalhados de suas últimas 20 limpezas.

E funciona com o Amazon Alexa, o Google Home e o IFTTT. Se isso não for suficiente, seu design exclusivo em forma de D permite que ele entre em cantos e ao longo das bordas da parede melhor do que a maioria dos aspiradores de pó circulares. Nos Estados Unidos, você pode encontrar o robôzinho por US$ 660.26.

Robô mais sofisticado: iRobot Roomba i7+

A iRobot levou o robô aspirado para o próximo nível, criando um modelo que pode esvaziar a própria lata de lixo. Um segundo vácuo poderoso na estação de acoplamento do Roomba i7+ suga automaticamente a poeira e os detritos do vácuo quando ele entra, armazenando até 30 latas de lixo cheias de sujeira. E armazena tudo em um saco de filtro, para que nada escape no ar da casa quando o usuário eventualmente precisar trocar a bolsa. O dispositivo ainda não é vendido no Brasil. Nos Estados Unidos, o aparelho sai por US$ 799.99.

Robô com melhor preço: Ecovacs Deebot N79S

O Deebot N79S, da Ecovacs, oferece vários recursos que normalmente são encontrados apenas em aspiradores de robôs que custam centenas de dólares, incluindo mapeamento de navegação, um aplicativo de smartphone e suporte para dispositivos domésticos inteligentes, como a série Amazon Echo. E um ótimo preço. No Brasil, é possível encontrá-lo por cerca de R$ 2.299.

Robôs aspiradores de pó não são baratos

Os aspiradores robôs trazem um custo: até US$ 1 mil, com muitos dos melhores modelos rodando nada menos do que a metade disso. Até mesmo os aspiradores de pó mais premium são um complemento, não um substituto, para o aspirador de pó tradicional. Apesar das alegações do fabricante, a maioria simplesmente não tem o mesmo poder de sucção.

Recursos e funções do robô

Basicamente, os aspiradores de robô do guia operam da mesma maneira: manobram sozinhos em torno da casa aspirando detritos. Duas a quatro escovas na parte inferior – tanto agitadores rolantes como escovas laterais girantes – retiram a sujeira das bordas do piso e da parede, respectivamente, e a guiam na área de sucção ou a direcionam diretamente para uma pequena lixeira filtrada. Quando a limpeza é concluída ou a bateria está acabando, eles voltam para a estação de carregamento.

Mas o modo como eles fazem o trabalho pode diferir entre fabricantes e modelos. Aqui estão alguns recursos e funções a considerar além do básico.

Ao controle

Praticamente todos os modelos incluem um modo “automático” que não exige nada além de pressionar um botão em um controle remoto, em um aplicativo ou no próprio vácuo para limpar um ambiente. Isso é ótimo para limpeza ad-hoc, mas a maioria dos modelos também pode ser programada para limpeza em um horário.

O último cenário é ótimo para quem quer que eles funcionem quando a pessoa não está em casa ou para criar uma rotina de limpeza regular. Alguns modelos mais avançados também se integram a alto-falantes inteligentes, como o Amazon Echo e o Google Home, que permitem controlá-los usando comandos de voz.

Modos de limpeza

Assim como o aspirador comum pode ser ajustado para limpar o carpete ou piso duro, o robô também pode ser configurado. A maioria dos recursos estão na capacidade de alterar a sucção e outras funções de limpeza para se adaptar a diferentes superfícies do piso, seja automaticamente ou por meio de configuração feita manualmente.

Eles também podem ter um modo pontual para limpeza mais concentrada em uma pequena área (limpeza de um derramamento, por exemplo), incluir opções para passagem única ou dupla de uma sala ou oferecer uma opção para se concentrar apenas na limpeza ao longo das bordas da parede e rodapés.

Navegação

O fascínio pelos robôs está na promessa de concluir uma tarefa com um gerenciamento mínimo. Para fazer isso, eles devem ser capazes de navegar pelo layout exclusivo de uma sala, manobrar em torno de móveis e outros obstáculos, e evitar riscos, como cair de escadas ou ficar emaranhados em cabos elétricos.

Os aspiradores de robô “veem” o mundo por meio de uma combinação de sensores que informam quando há um aumento na distância até o chão – por exemplo, escadas ou uma sala de estar afundada – para que não caia sobre a borda. Outros sensores informam quando ele colidiu com um objeto, então ele pode mudar de direção, ou está próximo a uma parede, para que possa segui-lo.

Outros sensores ainda ajudam o robô a rastrear o quanto ele viajou. Dependendo do fabricante e modelo, um robô também pode incluir sensores que determinam a quantidade de sujeira presente para que ele possa ajustar seu modo de limpeza de acordo.

Mapeamento

Os fabricantes estão cada vez mais incluindo recursos de mapeamento. Esses modelos usam uma câmera a bordo ou reflexos de laser para produzir uma visão de 360 ​​graus da sala. Isso permite criar um mapa do espaço e se localizar dentro dele.

A vantagem do mapeamento é que o robô saberá quais áreas ele já limpou e quais não, para evitar passar pelo mesmo ponto desnecessariamente. Ele também permite saber onde retomar a limpeza se precisar parar e recarregar no meio da tarefa. Isso o torna ideal para salas maiores e – porque ainda é algo de um recurso premium – orçamentos maiores.

Bloqueadores de limite

Muitos aspiradores de robô incluem uma maneira de bloquear áreas nas quais a pessoa não quer se aventurar, seja na área de um animal de estimação, no quarto de seus filhos ou em um conjunto de cabos de aparelhos no canto. Muitas vezes é apenas um pedaço de fita magnética esticada na frente ou em uma área proibida que os sensores do vácuo irão detectar e dizer para evitar. Mas alguns modelos empregam barreiras virtuais, como a capacidade de designar limites em uma planta baixa que sinaliza ao robô para se manter afastado.

Tamanho

As dimensões do vácuo do robô são importantes por alguns motivos. Primeiro, eles vão determinar o quão bem ele pode ficar em lugares apertados, como armários de cozinha e móveis de baixa folga (sofás e poltronas reclináveis). Se for muito alto, não será capaz de alcançar esses pontos, ou pior, ele entrará e ficará preso. Em segundo lugar, quanto maior o vácuo do robô, maior o caixote do lixo. Os aspiradores de pó do robô não usam sacos expansíveis, então quando se trata de capacidade de detritos, o que você vê é o que você obtém.

Não há um ponto ideal para as dimensões, depende do layout de cada casa, porém um diâmetro de 13 a 14 polegadas e uma altura de 3,5 a 4 polegadas são as medições mais comuns.

Wi-Fi

Os aspiradores de robô habilitados para Wi-Fi permitem o controle com um aplicativo de smartphone em vez de, ou além de, um controle remoto físico. Essa conveniência sozinha não garante realmente o custo extra que esses modelos comandam, mas os aplicativos de alguns modelos também fornecem outras vantagens, como históricos detalhados de limpeza e a capacidade de salvar e editar mapas de piso para uma melhor navegação.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site