Home > Dicas

Guia de compras: saiba qual o Mac ideal para o seu perfil

Selecionamos todos modelos da linha atual de computadores da Apple, incluindo MacBook Pro padrão e Retina, MacBook Air, iMac, Mac Mini, e Mac Pro.

Macworld / EUA

11/12/2012 às 11h46

imac2012_435.jpg
Foto:

O final de ano chegou, e se você está lendo essa reportagem, está pensando em comprar um novo Mac e precisa de um pouco de ajuda. Felizmente, testamos quase todos os modelos atuais da linha de computadores da Apple  e ficamos felizes em te ajudar a escolher o melhor Mac para você.

Esse guia de compras fornece uma visão geral de todos os modelos disponíveis, e para que cada modelo é melhor.

E lembre-se de ficar de olho nos prazos de entrega das lojas online, caso queira fazer sua compra pela Internet.

MacBook Air

O que é? O MacBook Air é o notebook ultrafino e leve da Apple. Ele vem em dois tamanhos: 11 polegadas e 13 polegadas.

Para quem é? O MacBook Air é indicado para quem está sempre na rua ou viajando, não quer ficar carregando um laptop de tamanho padrão, e também precisa de um computador que seja mais versátil do que um iPad.

Quais as especificações? Os dois MacBook Airs de 11 polegadas possuem o mesmo processador Core i5 dual-core de 1.7GHz. A maior diferença está na capacidade de armazenamento: o modelo de 4.100 reais possui 64GB, e a versão de 4.500 reais tem 128GB.

Já os modelos do Air de 13 polegadas usam um chip Core i5 dual-core de 1.8GHz. Novamente, a principal diferença entre eles é de armazenamento, com o modelo de 5 mil reais tem 128GB e a edição de 5.800 reais possui 256GB.

Todos os modelos do MacBook Air possuem 4GB de RAM e placa gráfica Intel HD Graphics 4000 como padrão. A Apple anuncia duração de bateria de 5 horas para os modelos de 11 polegadas e de 7 horas para os de 13 polegadas.

Leia também:

- Guia de compras: saiba qual o melhor iPod para você

macbookair390

Quais os tipos de conexões? O MacBook Air possui Wi-Fi embutido para conexão com uma rede. Ele também fornece Bluetooth nativo para conectar um mouse ou outro acessório. Caso queira conectar-se a uma rede Ethernet, precisará de um adaptador USB Ethernet.

O Thunderbolt é o conector de alta velocidade do MacBook Air. O notebook possui duas entradas USB 3.0, que também funcionam com aparelhos que usam USB 2.0. Se você possui um disco FireWire 800, precisa comprar um adaptador Thunderbolt para Firewire.

Qual o desempenho? O MacBook Air é bastante capaz de lidar com tarefas cotidianas, como e-mails, navegação na web, uso de aplicativos Office, e mais. Você pode até mesmo editar vídeos curtos, e trabalhar com imagens feitas no iPhone ou em uma câmera point-and-shoot (mais simples).

O armazenamento em flash do MacBook Air realmente ajuda no desempenho da máquina. Por exemplo, o MacBook Air na verdade supera muitas das configurações padrão do MacBook Pro (não os modelos com tela Retina), que usa um disco rígido/HD tradicional – drives de estado sólido estão disponíveis para o MacBook Pro mediante custos adicionais.

Conselho de compra Macworld: O MacBook Air é um ótimo notebook para alguém que realiza que realiza tarefas mais gerais e está sempre em movimento, como estudantes ou autônomos. Se está planejando comprar um modelo de 11 polegadas, escolha o que possui 128GB de armazenamento – como você não pode fazer o upgrade dessa capacidade após a compra, deve comprar aquele que possui a maior quantidade possível.

macbookair03.jpg

MacBook Pro

A Apple vende dois tipos de MacBook Pros. Primeiro, vamos falar sobre o MacBook Pro padrão (sem tela Retina).

O que é? O MacBook Pro é o notebook da Apple mais voltado para desempenho. Ele é maior e mais pesado do que o Air, e é feito para tarefas mais exigentes.

Para quem é? O MacBook Pro padrão é para o usuário que quer um computador portátil que não sacrifique muito em performance. O Pro não é tão rápido quanto um iMac, mas pode ser mais rápido do que o MacBook Air em determinadas tarefas.

Quais as especificações? Os modelos atuais possuem processadores Core i5 e i7. Existem dois modelos padrão com tela de 13 polegadas. A versão de 6 mil reais inclui um chip Core i7 dual-core de 2.9GHz, 8GB de memória, e um disco rígido de 750GB e 5400-rpm. Ambos os modelos de 13” usam placa gráfica integrada Intel HD Graphics 4000.

Atualmente, a Apple vende apenas um modelo padrão do Pro com tela de 15 polegadas. Com preço de 8 mil reais, a máquina possui um chip Core i7 quad-core de 2.3GHz, 4GB de memória, e um HD de 500GB e 5400-rpm. O modelo de 9.600 reais oferece um processador Core i7 quad-core de 2.6GHz, 8GB de memória, e um HD de 750GB e 5400-rpm. Esse modelo possui placa gráfica integrada Intel HD Graphics 4000 (usada para ajudar a economizar energia), e a Nvidia GeForce GT 650M (usada quando é necessária uma performance gráfica mais rápida).

O MacBook Pro padrão também é o único notebook da Apple com um SuperDrive embutido. Se você precisa reproduzir ou gravar CD e DVDs e não gostaria de ter usar um drive externo para isso, o MacBook Pro padrão é o aparelho para você.

A Apple costumava oferecer um modelo de 17 polegadas do MacBook Pro padrão, mas deixou-o de lado em troca do Pro de 15 polegadas com tela Retina.

Quais os tipos de conexão? Assim como todos os Macs, o MacBook Pro padrão possui Wi-Fi e Bluetooth embutidos. O que torna esse computador mais atraente do que outros laptops da Apple é que ele oferece conexões que não estão presentes no MacBook Air e no MacBook Pro Retina.

Primeiro, se você tem drives FireWire 800 que usa regularmente, ficará feliz em saber que o Pro padrão vem com uma entrada FireWire 800. Nenhum outro notebook da Apple tem isso – a não ser por meio de um adaptador.

O MacBook Pro padrão também possui uma entrada gigabite Ethernet, que não pode ser encontrada no Air e no Pro Retina – também apenas com adaptador nesses modelos.

E, assim como todos os notebooks Mac, o MacBook Pro padrão possui duas porta USB 3.0.

Qual o desempenho? Os dois modelos de 13” do MacBook Pro padrão são mais lentos do que o MacBook Air de 13 polegadas – culpe o disco rígido do Pro por essa derrota, que não consegue acompanhar o armazenamento em Flash do Air. No entanto, o MacBook Pro possui uma grande vantagem sobre o Air em tarefas que fazem uso intensivo do processador e não precisam escrever ou ler muito para o setor de armazenamento do aparelho, como edição de vídeo.

O MacBook Pro padrão com melhor desempenho é o modelo de 15” que custa 9.600 reais. Para conseguir ainda mais velocidade, é possível customizar seu pedido e trocar o HD tradicional por um disco de estado sólido (SSD) – que acarretam em custos adicionais, obviamente.

Conselho de compra Macworld: O usuário do MacBook Pro padrão não quer sacrificar muitos recursos. Os HDs criam um desempenho mais estreito, por isso se quiser a melhor performance, considere customizar o notebook com um SSD (que custa mais) para substituir o disco rígido. O MacBook Pro padrão mais rápido é o modelo de 15” com Core i7 e 2.6GHz. Se quiser um notebook para viajar e não consegue se decidir entre o MacBook Pro padrão e o MacBook Air, fique com o Air – a não ser que você realmente precise do FireWire embutido. Você também pode considerar o MacBook Pro Retina.

macbookpro15-300

MacBook Pro Retina

O que é? Quando a Apple atualizou o MacBook Pro em junto deste ano, a empresa deu um gás na velocidade do Pro padrão, mas todas as atenções foram focadas no MacBook Pro Retina, que é o próximo passo na linha.

O Pro Retina traz uma tela de alta densidade com tantos pixels que as imagens e textos parecem especialmente suaves e limpos – a distâncias normais de visualização, não é possível perceber pixels individuais.

Para quem é? O MacBook Pro Retina é para o usuário mais exigente que quer um computador portátil que também tenha um ótimo desempenho. Os modelos do MacBook Pro Retina ficam no topo da tabela de desempenho dos notebooks da Apple.

macbookproretina13_390.jpg

Quais as especificações? O MacBook Pro Retina está disponível em modelos de 13 polegadas e 15 polegadas. As versões de 13” possuem os mesmos processador (Core i5 dual-core de 2.5GHz), quantidade de memória (8GB), e placa gráfica (Intel HD Graphics 4000). A diferença é a quantidade de armazenamento em flash: o modelo de 6 mil reais possui 128GB, enquanto que a versão que custa 7 mil reais tem 256GB.

Você vai encontrar mais diferenças entre os dois Pros Retina de 15 polegadas. O modelo de 10 mil reais (sim, você leu corretamente) possui um processador Core i5 quad-core de 2.4GHz, 8GB de memória, e 256GB de armazenamento flash. Já a versão de 12.600 reais oferece um chip Core i7 quad-core de 2.7GHz, 8GB de memória, e 512GB de armazenamento em flash. Os MacBook Pros Retina de 15” possuem duas placas gráficas: a integrada Intel HD Graphics 4000, e a discreta Nvidia GeForce GT 650M com 1GB de memória para vídeos.

Como o nome entrega, a tela é o recurso mais marcante do MacBook Pro Retina. A tela Retina de 13 polegadas possui uma resolução nativa de 2560x1600 pixels, e o OS X oferece uma resolução em escala de até 1680x1050, o que supera a resolução de 1440x900 do modelo padrão do MacBook Pro de 15 polegadas.

Já o Pro Retina de 15 polegadas tem uma resolução nativa de 2880x1800 pixels, e nesses laptops, a maior resolução em escala do OS X é 1920x1200, que é igual a resolução do descontinuado MacBook Pro de 17 polegadas. Com essas resoluções em alta escala, você pode ter o espaço de trabalho de um MacBook com tela maior em um MacBook Pro Retina com display menor. Isso desde que aguente usar ícones, textos, e outros gráficos menores na tela. 

O Retina não possui um SuperDrive. Se precisar de um, terá de comprar um modelo externo com entrada USB.

Quais as conexões? Não é preciso se preocupar com conectividade sem fio: o MacBook Pro Retina possui Wi-Fi e Bluetooth.

É a conectividade com cabos que deve ser seu motivo de preocupação. Isso porque o Pro Retina possui duas entradas Thunderbolt, duas USB 3.0, e uma HDMI, e é isso. Se quiser conectar um aparelho FireWire, é preciso usar um adaptador Thunderbolt para FireWire. Felizmente, é possível usar aparelhos USB 2.0 nas entradas USB 3.0 sem problemas.

E se quiser conectar a uma rede Ethernet, é preciso usar um adaptador USB Ethernet.

Qual o desempenho? Os processadores, armazenamento em flash, e 8GB de memória do Retina se combinam para gerar resultados impressionantes de desempenho. Os modelos de 15 polegadas são mais rápidos do que a configuração padrão do que o Mac Pro, a estação de trabalho em desktop da Apple. Ambos os modelos de 13 e 15 polegadas são mais rápidos do que as configurações padrão do Mac Mini, o computador mais barato da Apple. E os MacBook Pros Retina oferece um ganho significativo de potência em relação aos seus “irmãos” sem tela Retina.

Conselho de compra Macworld: Para o usuário mais exigente de Mac – isso é, alguém cujo trabalho exige muito poder de processamento – o MacBook Pro Retina é a entrada. Os modelos de 13 polegadas são idênticos, com exceção da capacidade de armazenamento. Para quem puder pagar, vale a pena comprar o modelo de 256GB. Os 2.600 reais que separam os dois modelos de 15 polegadas do Retina representam um bom ganho: você recebe uma máquina melhor por 12.600 reais (preço do modelo mais caro), mas não estará perdendo muito nesse sentido de escolher o modelo de 10 mil reais – sim, ambos são bastante caros. Se o seu trabalho envolve principalmente acesso a Internet e outras tarefas de produtividade, vá com um MacBook Air.

macbookproretina01.png

Mac mini

O que é? O Mac Mini é o computador de entrada (e mais barato) da Apple. Ele é mais lento do que os outros desktops da companhia, o iMac e o Mac Pro, mas é rápido o bastante para o uso geral.

Para quem é? A Apple “mira” usuários novatos de Mac com o Mini. Se você está migrando de um PC, pode usar o teclado e o mouse da máquina Windows com o Mac Mini. O Mini também pode funcionar bem como um segundo Mac para ter em casa, e pode tornar-se o seu centro de entretenimento na sala.

Quais as especificações? O que faz o Mac Mini se destacar é o seu tamanho reduzido. Ele não ocupa quase nenhum espaço na mesa.

A Apple vende dois modelos do Mac Mini. A versão de 2.500 reais possui chip Core i5 dual-core com 2.5GHz e HD de 500GB com 5400-rpm. O modelo de 3.400 reais inclui um processador Core i7 quad-core de 2.3GHz e HD de 1TB. Os dois Mac Minis vem 4GB de memória como padrão e uma placa gráfica Intel HD Grapgics 4000.

O Mac Mini não inclui monitor, teclado, ou mouse na compra. Você terá de fornecer esses acessórios mais do que essenciais, ou comprá-los na loja da Apple.

Além disso, vale notar que o Mac Mini mais recente não possui disco óptico, por isso é necessário um leitor/gravador externo caso você queira reproduzir ou gravar CDs e DVDs.

Quais as conexões? Como todos os outros Macs, o Mac Mini possui Wi-Fi e Bluetooth. Ele também traz entradas USB 3.0 (quatro), Thunderbolt (uma), e um slot para cartões SDXC.

O Mac Mini fornece uma entrada FireWire 800 para conectar HDs externos e outros aparelhos Ele também possui uma porta gigabit Ethernet, caso você queira conectar-se a uma rede cabeada.

Para conectar uma tela, você pode usar a entrada HDMI ou Thunderbolt. Você pode precisar comprar um adaptador caso seu monitor não tenha saída HDMI ou Mini DisplayPort (que se conecta à entrada Thunderbolt do Mini). Se tiver um monitor com saída VGA e/ou DVI, precisará de adaptadores específicos, que podem ser comprados na loja online da Apple.

Qual o desempenho? O Mac Mini não vai conquistar nenhum recorde de velocidade. O modelo de 2.500 reais é o segundo Mac mais lento na linha atual da Apple. A versão de 3.400 reais é 25% mais rápida do que o produto de entrada – uma melhoria significativa. De qualquer forma, não deixe o desempenho te afastar do Mac Mini. Para uso geral e editar vídeos curtos, o Mac Mini se sai muito bem.

Conselho de compra Macworld: Para novos usuários Mac que estão vindo de um PC, o Mac Mini é uma excelente máquina. É uma ótima escolha para quem está com menos grana, ou para alguém que quer um segundo computador em casa. Ele lida com as tarefas do dia-a-dia muito bem. Mas se você quiser usar um Mac como uma máquina de produção para editar vídeos ou outras tarefas pesadas, considere comprar um iMac.

macmini2012_435

iMac

O que é? O iMac é o icônico computador “tudo em um” da Apple. Feito de alumínio, o iMac possui uma tela embutida e parece imponente quando colocado na sua mesa. Ele também oferece um excelente desempenho. O mais novo modelo é ultrafino, possuindo apenas 5mm de espessura em suas partes mais finas, segundo a Apple.

Quem é? O iMac é ótimo para usuários novatos e exigentes. Consegue lidar com tarefas gerais e pesadas com o mesmo bom desempenho. Ele também é ideal para alguém que sabe o tamanho da sua área de trabalho, ou alguém que precise comprar um computador completo (teclado, mouse, ou trackpad, e tela).

imac201201.jpg

Quais as especificações? Atualmente, estão disponíveis quatro modelos do iMac no mercado. Dois deles possuem tela de 21,5 polegadas, enquanto os outros tem display de 27 polegadas. Todas as máquinas vem com padrão de 8GB e um disco rígido (HD) de 1TB.

O modelo de 21,5” que custa 6.200 reais possui um processador Core i5 quad-core de 2.7GHz e uma placa gráfica Nvidia GeForce GT 640M com 512MB de memória de vídeo. O iMac 21,5” de 7.000 reais inclui um chip Core i5 quad-core de 2.9GHz e uma Nvidia GeForce GT 650M com os mesmos 512MB de memória de vídeo.

Não é possível fazer upgrades no iMac de 21,5 polegadas de comprá-lo, por isso você pode querer pagar um extra para aumentar a memória para 16GB, por exemplo. A versão de 7 mil reais também oferece um upgrade para Fusion Drive e para um chip Core i7 quad-core de 3.1GHz. (O modelo de 6.200 reais não possui opção para upgrade do Fusion Drive ou processador.)

O iMac 27” de 8.500 reais fornece um chip Core i5 quad-core de 2.9 GHz e uma placa Nvidia GeForce GT 660M com 512 de memória para vídeo. O modelo de 9.400 reais possui um processador Core i5 quad-core de 3.2GHz e uma Nvidia GeForce GT 675MX com 1GB de memória de vídeo. As duas versões de 27 polegadas oferecem upgrades para Fusion Drive ou armazenamento em flash. Outra opção para o modelo de 9.400 reais é um upgrade para um Core i7 quad-core de 3.4GHz.

Nos iMacs de 27 polegadas, você pode fazer upgrade de RAM facilmente. A máquina possui quatro slots de RAM que podem ser acessados pela parte de trás. A Apple instala os 8GB padrão como um par de módulos de memórias de 4GB, por isso é possível adicionar mais memória RAM depois de comprar o computador. Se preferir, é possível fazer essa melhoria de RAM na hora da compra para 16GB ou 32GB (valores na loja online da Apple).

O iMac vem com o teclado wireless e o Magic Mouse, da Apple. Se você comprar na loja online da empresa, no entanto, é possível trocar o teclado sem fio por uma versão com cabo com um teclado numérico, e trocar o mouse por um Apple Mouse ou um Magic Trackpad, sem nenhum custo adicional.

O novo iMac, que é ultrafino, não possui um drive óptico. Por isso, se você quiser ler ou gravar CDs e DVDs, terá de comprar um disco óptico externo com saída USB.

Quais as conexões? Wi-Fi e Bluetooth estão embutidos. Todos os iMacs possuem quatro entradas USB 3.0, duas Thunderbolt, uma gigabit Ethernet, e um slot para cartão SDXC.

Se quiser conectar um aparelho FireWire, precisa usar um adaptador Thunderbolt para FireWire. Os aparelhos USB 2.0 podem ser conectados nas portas USB 3.0.

Qual o desempenho? Os iMacs estão entre os computadores mais rápidos da Apple. O modelo de 7 mil reais do iMac fica muito perto do Mac Pro quad-core com 3.2GHz do Mac Pro em desempenho. A versão de entrada do iMac, que custa 6.200 reais, fornece um ganho significativo de performance em relação ao Mac Mini. Se decidir pegar um iMac de 21,5” com um Fusion Drive, o upgrade de processador para uma CPU Core i7 com 3.1GHz, e 16GB de RAM, você terá uma máquina extremamente rápida – é o segundo Mac mais rápido que já testamos até então.

Infelizmente, não podemos falar do desempenho dos modelos padrão do iMac de 27 polegadas. A Apple já está recebendo pedidos do computador, mas ele só estará disponível nas próximas semanas – até janeiro de 2013, segundo a empresa.

Conselho de compra Macworld: Para os novos donos de Mac, o iMac de entrada (6.200 reais) é uma boa alternativa ao Mac Mini, fornecendo um bom ganho de desempenho (e custo). Se performance for a sua maior prioridade, considere os upgrades para o Fusion Drive, ou até mesmo as opções de processadores. Além disso, se você quiser um iMac de 21,5”, os 8GB de RAM devem te atender bem, mas adquirir mais memória no momento da compra pode te evitar aborrecimentos no futuro. Os modelos de 27 polegadas são ideais para usuários exigentes que exigem o máximo de velocidade nas operações.

Se você já possui um iMac comprado há menos de três anos, o novo iMac pode ser uma atualização mais difícil. Você verá melhorias de desempenho, mas terá de sacrificar alguns recursos, como o SuperDrive (CD/DVD).

imac2012_435

Mac Pro

O que é? O Mac Pro é a estação de trabalho da Apple. É feito para profissionais que precisam de flexibilidade com a própria máquina.

Para quem é? O Mac Pro é ideal para profissionais que usam aplicativos feitos para empregar o maior número possível de núcleos de processamento – apps de edição de vídeo, de imagem, programas 3D, e outros parecidos. O Mac Pro também é bom para pessoas que precisem usar cartões de expansão, ou quem quer um Mac que seja capaz de ter mais de um disco interno.

Quais as especificações? Você vai encontrar dois modelos de configuração padrão. O Mac Pro de 9.800 reais possui um processador Xeon quad-core de 3.2GHz e 6GB de memória. O modelo de 15 mil reais fornece dois processadores Xeon six-core de 2.4GHz (para um total de 12 núcleos de processamento) e 12GB de memória. Ambos os modelos incluem um HD de 1TB, um SuperDrive, e placa gráfica ATI Radeon HD 5770 com 1GB de memória para vídeo.

O que torna o Mac Pro um produto atraente são as suas opções customizadas (bult-to-order, pela loja online da Apple). É possível adicionar até 32GB de memória, fazer upgrade para um HD com mais capacidade, para um disco de estado sólido (SSD), adicionar múltiplos drives, e mais. O Mac Pro também possui slots de expansão PCI.

mac_pro_01

Quais as conexões? O Mac Pro fornece várias opções de conectividade – apesar de não trazer as ofertas mais recentes. Wi-Fi e Bluetooth são embutidos. Apesar de possuir USB 2.0 (cinco entradas), o Pro não traz USB 3.0. A máquina possui quatro portas FireWire 800, e duas gigabit Ethernet. Os profissionais de áudio devem saber que o Mac Pro possui entrada para áudio digital e portas de saída TOSLINK.

Vale notar que o Mac Pro é o único Mac oferecido pela Apple sem a tecnologia Thunderbolt.

Qual o desempenho? O Mac Pro se destaca ao rodar aplicativos que tiram vantagem de múltiplos núcleos de processamento, como programas avançados de edição de vídeo, apps de gráficos 3D, editores de imagens, software de áudio profissional, e por aí vai. Mas com tarefas gerais, cotidianas (como enviar e-mail, navegar na web, e rodar apps de produtividade), o iMac e o MacBook Pro Retina superam o Mac Pro em desempenho.

Conselho de compra Macworld: Você realmente precisa comprar um Mac Pro agora? Talvez seja melhor esperar até 2013. Isso porque o CEO da Apple, Tim Cook, disse que a empresa “está trabalhando em algo realmente ótimo”, o que parece sinalizar uma renovação total do Mac Pro.

Se realmente precisar de um Mac Pro agora, considere com cuidado o que planeja fazer com o computador. Caso sejam tarefas profissionais que exigem flexibilidade do hardware, o Pro vai te servir bem. Se você é um usuário exigente que edita vídeos enquanto realiza tarefas gerais, considere um iMac ou um MacBook Pro Retina.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail