Home > Dicas

Hasta la vista, Vista! Cinco coisas dele que ninguém sentirá falta

O Windows 7 chega às lojas semana que vem. Para aqueles que chegaram a usar o Vista, não se pode dizer que ele deixará saudades.

Jeff Bertolucci, da PC World/EUA

15/10/2009 às 12h43

vista_tiro_150.jpg
Foto:

vista_tiro_150.jpgAdeus, Vista. E não bata a porta ao sair! Com a chegada do Windows 7, cujo lançamento para o usuário final acontece na próxima quinta-feira (22/10) – o anúncio oficial para a imprensa brasileira ocorre na tarde do dia anterior) – espera-se que muito em breve o Windows Vista passe a ocupar lugar de destaque na “Galeria das coisas que deram errado para a Microsoft”.

O que já está nessa "galeria"? Para citar alguns exemplos, ocupam lugar de destaque as práticas de licenciamento monopolistas do MS-DOS; as inúmeras brechas na segurança do Internet Explorer 6; o Windows Me; e o fiasco que foi a introdução da ferramenta Windows Genuine Advantage, tecnologia antipirataria que chegou a indicar como falsas cópias genuínas do Windows. 

Estamos sendo duros demais com o Vista? Talvez. Muito no sistema operacional que a Microsoft lançou há pouco mais de dois anos não era ruim. Entretanto, o grupo daqueles que odiaram o Vista gritou – e ainda grita – tão alto que não nos deixa esquecer dos problemas que o software tem. E tanto parece que estavam certos em criticar o produto que a Microsoft prontamente resolveu substituí-lo  menos de três anos após seu lançamento, algo raro de se ver.

Para fazer coro àqueles que só reclamam do Vista, fizemos nossa própria lista das cinco piores coisas que não farão a menor falta quando ele definitivamente se for.

Excesso de zelo
O Controle de Conta de Usuário (UAC pela sigla em inglês) do Vista foi desenhado para evitar brechas na segurança. E ele faz seu trabalho um tanto quanto bem demais. Seus avisos em pop-up surgem quando os usuários tentam realizar às vezes as tarefas mais comuns, tais como acertar o horário do sistema.

Leia também:
>> Especial Windows 7: tudo sobre o novo sistema operacional da Microsoft
>> Sete prerrequisitos para instalar o Windows 7
>> Quem usa o XP vai pagar caro para migrar para o Windows 7
>> Windows 7: as dez melhores coisas que existem nele

Novatos em Windows ficavam apavorados com eles; os mais experientes, extremamente irritados. Foram criadas soluções de contorno para reduzir o problema, mas não capazes de eliminá-lo completamente.  Sob este aspecto, o Windows 7 será bem menos chato, oferecendo um UAC customizável pelo próprio usuário.

Lento, lento, muito lento
O Vista introduzir alguns recursos gráficos bem legais, tais como a interface Aero e o Sidebar (área reservada da tela para que o usuário alocasse seus gadgets preferidos). Contudo, o código extra embutido no sistema operacional era responsável por uma degradação considerável no desempenho do sistema como um todo, principalmente no caso daqueles usuários incautos que utilizavam o sistema operacional em um PC com apenas os requisitos mínimos de hardware.

A Microsoft diz que o Windows 7 é mais rápido, mas o veredicto definitivo ainda está pendente. Em nossos testes, o novo sistema operacional se mostrou mais rápido,  mas só um pouquinho.

Compatibilidade de hardware
Um dos maiores desafios de quem migrou para o Vista nos primeiros tempos foi a dificuldade de lidar com o suporte a drivers dos componentes, falha que levou muitos analistas da indústria de tecnologia a questionarem o modo como a Microsoft tratou isso durantes os testes.

Os primeiros testes do Windows 7 rodando em máquinas da era do XP mostram que ele foi capaz de funcionar, com alguns eventuais problemas de compatibilidade.

Só o que podemos concluir, por enquanto, é que – aparentemente – o Windows 7 será capaz de lidar melhor com equipamentos mais velhinhos do que o Vista foi capaz de faz.

Backup capenga
O utilitário de backup do Vista é, convenhamos, bem fraquinho. Ele não permite que o usuário escolha arquivos ou pastas específicas para copiar e ainda ignora arquivos que, para ele, são parte do sistema operacional.

O Backup Center do Windows 7 corrigiu tais deficiências e ainda acrescentou a possibilidade de fazer backup de volumes de rede (restritas, infelizmente, às versões Professional e Ultimate do novo sistema operacional).

Excesso de aplicativos embarcados
Quando foi a última vez que você utilizou o Windows Movie Maker? Ou Windows Mail? Como muitos usuários da plataforma Windows sabem, aplicativos embarcados junto com o sistema operacional em geral não são muito bons.

Como parte do processo de faxina para tornar o Windows 7 mais leve, a Microsoft eliminou esses dois aplicativos e excluiu, também, o Windows Photo Gallery. Caso alguém deseje tê-los de volta, eles podem ser obtidos gratuitamente no site da Microsoft, no Windows Live Essentials.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail