Huawei convida desenvolvedores a publicar apps em loja própria da marca

De acordo com a empresa, criadores de ferramentas terão suporte para adaptar seus serviços à AppGallery, loja disponível na interface proprietária EMUI

Foto: Shutterstock
https://pcworld.com.br/huawei-convida-desenvolvedores-a-publicar-apps-em-loja-propria-da-marca/
Clique para copiar

Surgem mais indícios de que a Huawei vai disponibilizar um sistema operacional próprio em breve. De acordo com informações do site XDA Developers, a fabricante chinesa tem tentado convencer desenvolvedores de aplicativos a migrar seus serviços para a futura plataforma móvel da empresa. Isso através do AppGallery, loja de apps da companhia disponível hoje nos aparelhos Android com a interface proprietária EMUI.

Para atrair os criadores dessas ferramentas, a Huawei diz que a loja possui "270 milhões de usuários ativos por mês" e que está instalada "em mais de 350 milhões de telefones" - metade deles fora da China. Além disso, destaca que existem mais de 560 mil desenvolvedores que trabalham com a AppGallery. A empresa também promete suporte completo aos profissionais que toparem adaptar seus aplicativos para o marketplace.

Outro item que merece atenção no suposto pedido é que a Huawei apenas diz para os desenvolvedores publicarem "o app para Android na AppGallery", o que sugere que o sistema operacional próprio da Huawei manterá as principais características do Android, só que em sua versão de código aberto. Essa versão está livre para a Huawei explorar, ao contrário do modelo tradicional do Android, que o Google impediu a companhia de utilizar em futuros aparelhos.

Com informações: XDA Developers

Relacionadas

Celulares da Huawei não poderão mais pré-instalar apps do Facebook

Medida vale para futuros smartphones que a empresa lançará. No bloqueio estão inclusos WhatsApp, Facebook Messenger e Instagram

Ark OS: vazam imagens do suposto sistema operacional da Huawei

Empresa solicitou registro de patente junto a órgão regulador na Alemanha. Sistema deve ser lançado no segundo semestre

Após restrições dos EUA, Huawei teria reduzido fabricação de celulares

Companhia teria solicitado à Foxconn para interromper várias linhas de produção de celulares

Caso Huawei: China contra-ataca EUA e listará “empresas não-confiáveis”

Governo chinês também anunciou novas tarifas de exportação contra produtos dos EUA. Medidas entram vigor já neste sábado (1º)

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site