Home > Notícias

IBM e Universidade de Harvard cooperam em pesquisa de células solares

Trabalho usará capacidade computacional da comunidade mundial para buscar soluções mais baratas e eficientes de fontes de energia.

Redação do COMPUTERWORLD

22/12/2008 às 18h34

Foto:

A IBM e pesquisadores da Universidade de Harvard deram início a um projeto para descobrir materiais orgânicos que possam criar células solares mais baratas e eficientes.

Essas células se aproveitam de luz solar para gerar energia elétrica e são baseadas em silício. As células atuais têm uma eficiência de aproximadamente 20%, com custo de cerca de 3 dólares por watt de eletricidade gerada. A idéia é desenvolver uma nova forma de célula solar baseada em plástico (e não silício), o que a tornará mais flexível, leve e com custo de produção bastante inferior.

A pesquisa utilizará a potência computacional do World Community Grid (WCG), comunidade mundial que usa a capacidade de milhares de computadores de voluntários do mundo todo para agilizar estudos científicos em benefício da humanidade.

A IBM também realizará um piloto do World Community Grid em um novo ambiente interno de Cloud Computing - quando ele não estiver sendo totalmente utilizado, proverá mais poder computacional ao grid. A IBM planeja estender esta possibilidade aos clientes de serviços de cloud computing que também queiram fazer parte desta pesquisa humanitária.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail