Home > Notícias

ICANN aprova os quatro primeiros domínios em alfabetos locais

Egito, Rússia, Arábia Saudita e Emirados Árabes poderão registrar seu domínio em seu próprio código de alfabeto.

IDG News Service

29/04/2010 às 9h24

Foto:

A  Internet Corporation for Assigned Names and Numbers (ICANN), órgão responsável pela coordenação global do sistema de domínios na internet, aprovou os primeiros quatro nomes de domínios de países escritos em códigos de idiomas locais. 

Os primeiros quatro países 
autorizados a escreverem o código de país em seu próprio idioma são
Egito, Rússia, Arábia Saudita e Emirados Árabes Unidos . Eles vão
manter os seus atuais ccTLDs no alfabeto latino, como .ru (Rússia).
Alguns outros países, como a China, Jordânia, Sri Lanka e Tailândia,
ainda aguardam autorização para receber o mesmo direito.

Todos os domínios existentes hoje são escritos com o alfabeto latino, as 26 letras de A a Z. O sistema é interessante para usuários de países de língua inglesa, por exemplo, mas não é ideal para países em que o idioma oficial utiliza outros códigos, como a escrita russa, arábica ou chinesa. Estados europeus como a Áustria e a Espanha também têm problemas com o alfabeto latino, já que utilizam caracteres acentuados para soletrar seus nomes oficiais em seus próprios idiomas.

Existem vários tipos de domínio (TLDs): os genéricos (gTLD), tais como .com, .net ou .org; os especiais, como .aero ou .museu; e os domínios com código de duas letras do país (ccTLDs), como .fr (França) ou .uk (Reino Unido).

A ICANN tem trabalhado no aperfeiçoamento do Sistema de Domínio de Nomes (DNS) para viabilizar os nomes de domínios internacionalizados (IDNs) e os domínios escritos em idiomas locais. Há uma série de desafios técnicos, sobretudo o fato de a infraestrutura de DNS ser concebida apenas para lidar com os domínios escritos com o alfabeto latino.

Os IDNs, independentemente do idioma em que são escritos, serão armazenados como um conjunto de caracteres latinos iniciando em xn - com uma seqüência codificada representando o nome. Assim, o IDN para a Rússia será armazenado como xn - p1ai, enquanto o do Egito será armazenado como xn - wgbh1c.

Caberá ao navegador ou outro software converter o TLD para o idioma adequado para exibição. A ICANN está hospedando uma página de testes para verificar se algum navegador já suporta essa função.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail