Home > Notícias

IDC revê para baixo avanço do mercado de TI na América Latina

Estudo mostra que mercado de pequenas e médias empresas deve sofrer mais com a crise. Tecnologias emergentes estão em alta.

Rodrigo Caetano, do COMPUTERWORLD

15/01/2009 às 16h36

Foto:

A IDC reduziu suas previsões de crescimento para a América Latina em 2009. Em novembro, a consultoria estimava um aumento de 7,8% do mercado, número que deve ser menor em 2 ou 3 pontos porcentuais.

Mesmo assim, Ricardo Villate, vice-presidente de pesquisas e consultoria para a América Latina da empresa, ressalta que a taxa latino-americana é cerca de 3 vezes maior em comparação com o crescimento mundial do mercado de TI.

O segmento de médias e pequenas empresas deve sofrer mais com a crise financeira, afirmou Villate, em conferência online realizada com jornalistas. “Historicamente, esse mercado tende a demorar mais para se recuperar”, destacou o analista.

Por outro lado, com a pressão sobre os orçamentos das empresas, tecnologias emergentes, como cloud computing e software como serviço (SaaS), tendem a ser adotadas mais rapidamente.

Segundo a IDC, uma massa crítica de componentes preparados para a computação em nuvem está sendo construída, processo que deve continuar com força em 2009. Na área de servidores, a consultoria estima que a participação dos blades deva chegar a 11,8% do mercado, enquanto que 10% de todos os servidores serão virtuais até o final do ano.

Ao mesmo tempo, na área de cloud computing, a empresa espera que muitas parcerias entre fornecedores de diferentes setores irão surgir em 2009. As operadoras de telecom também devem se aproveitar da tendência para oferecer serviços por meio de suas redes.

Os orçamentos reduzidos vão afetar a venda de novas licenças de software, que devem crescer 9% no ano. Já as receitas com manutenção de sistemas devem aumentar em 13%.

Para os CEOs, as maiores prioridades estarão nas áreas de assistência ao consumidor, produtividade de vendas, desempenho dos negócios, inovação e eficiência da cadeia produtiva. O mercado de sistemas analíticos deve crescer 30% em 2009 e o de CRM 11%.

A oferta de serviços de dados, especialmente banda larga, estará no topo das prioridades para as operadoras de telefonia móvel, que também devem subsidiar netbooks e notebooks para aumentar a venda de planos de dados.

Esse tipo de oferta pode ser importante para os fabricantes, pois, segundo a consultoria, com a crise, o mercado cinza de PCs tende a ganhar força na região, interrompendo a forte queda da pirataria registrada nos últimos anos, especialmente no Brasil.

O movimento deve ocorrer por conta da alta sensibilidade em relação aos preços dos produtos, que tende a aumentar devido à redução do poder de compra.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail