Home > Notícias

IDC: Windows 8 será irrelevante para a maioria dos usuários

Instituto vai na mesma direção da Gartner, e prevê que nova versão do sistema operacional não será bem recebida

Computerworld/EUA

19/12/2011 às 18h54

Foto:

O instituto de pesquisa IDC estima que um número pequeno de usuários adquirirá a nova versão do sistema operacional da Microsoft, o Windows 8, a ser lançado ano que vem. Acredita, inclusive, que o interesse sobre o SO será pequeno.

A gigante enfrentará uma árdua batalha em sua tentativa de entregar uma única plataforma para tablets e PCs. “O Windows 8 será irrelevante para os usuários tradicionais de computadores”, afirma o instituto em comunicado. “Nesse universo, esperamos poucos upgrades do Windows 7 para o novo sistema”.

O analista Al Gillen explica melhor. “Os consumidores se perguntarão o que o Windows 8 trará de positivo para seus notebooks. E a resposta, na prátical, é que a maior  e talvez única contribuição significativa seja a loja de aplicativos do sistema”.

A Microsoft confirmou em agosto que o sistema contará com uma loja de aplicativos, a Windows Store. Ela chegará em fevereiro, quando o primeiro beta do Windows 8 for liberado para usuários finais,

Leia mais: Primeiras impressões do Windows 8 Developer Preview

Para Gillen, dúvidas quanto à compatibilidade de hardwares e softwares, além da recente migração maciça das empresas para o Windows 7, farão com que o novo SO não seja tão bem recebido.

O analista da Gartner, Michel Silves, vai na mesma direção: o Windows 8, principalmente no começo, será um fracasso no mercado corporativo por conta da “fadiga” causada pela migração anterior. “Depois de todo o trabalho para atualizar a estrutura para o Windows 7, as companhias pensarão duas vezes antes de repetir o esforço”, disse.

De fato, o última versão do sistema da Microsoft foi adotado rapidamente pelas empresas. Levantamentos recentes mostram que a gigante vendeu 450 milhões de licenças do Windows 7 até setembro deste ano. Bem mais do que as 240 milhões vendidas até outubro de 2010.

O analista do IDC, no entanto, é mais otimista quanto ao sucesso do Windows 8 nos tablets. Para ele, isso dependerá da habilidade da companhia em convencer os desenvolvedores a adaptarem seus programas para a plataforma, tirando proveito da interface Metro.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail