Home > Dicas

E-mail: separe o útil do inútil

Como combater o spam e a perda de produtividade em casa e no escritório.

Daniel dos Santos

11/07/2005 às 16h52

Foto:

Como as empresas e as pessoas combatem o e-mail indesejado e a perda de produtividade gerada pelo spam

Chega um e-mail inútil na caixa de mensagem de um funcionário, ele lê rapidamente e manda para a lixeira. A cena é corriqueira e a solução parece simples. Mas o que fazer quando o volume de texto não solicitado salta para centenas ou milhares e afeta todos na empresa?

Apesar de parecer inofensivo, o spam é uma praga virtual que gera perdas reais para as companhias. Segundo estimativas da consultoria Ferris Research, os prejuízos causados pelos e-mails indesejados devem atingir 50 bilhões de dólares em 2005, principalmente com a perda de produtividade. De acordo com o último relatório semestral sobre segurança divulgado pela empresa Symantec, mais de 60% das mensagens que circulam pela rede mundial de computadores são spam.

Felizmente, há ferramentas – algumas gratuitas, como o SpamBayes, plug-in que se integra ao Outlook nas versões 2000, XP e 2003 – que permitem a pequenas empresas e usuários domésticos reduzir o volume de inutilidade recebida por correio eletrônico e diminuir o tempo desperdiçado.

“Perdia quase duas horas por dia limpando a correspondência eletrônica”, conta Eduardo Favaretto, diretor da ControleNet, distribuidora de produtos de informática de São Paulo. “Com o MailWasher, dou conta das 700 mensagens recebidas em cerca de 20 minutos”, completa.

No caso da Controlenet, o antispam está instalado em cada computador, com configurações de bloqueio determinadas pelo usuário. Outra forma de gerenciamento do lixo eletrônico adotado pelas empresas é ter uma solução instalada no servidor de rede, barrando o spam antes de ele chegar às estações.

“Nesse tipo de solução, o gerenciamento fica a cargo do administrador, o que facilita a atualização do produto e a vida dos usuários”, destaca José Antunes, gerente de engenharia de sistema da McAfee, empresa que oferece softwares como o SpamKiller for MailServer.

A versão Small Business para Exchange do produto da McAfee sai por 50,89 reais por licença, enquanto o anti-spam para ISA Server, indicado para empresas que já utilizam o antivírus VirusScan, custa 24 reais por usuário. Para bloquear as mensagens, o produto adota técnicas como análise heurística, método que estabelece regras e pontuação para determinadas palavras, e utiliza listas com remetentes confiáveis ou já classificados como spammers. O resultado é uma solução que chega a barrar 95% do lixo eletrônico, segundo o fabricante. O SpamKiller também tem uma versão para uso individual que permite a importação de listas de endereços e filtra conteúdo de contas do Hotmail.

A Trend Micro, que só oferece soluções de anti-spam para pequenas empresas integradas a pacotes com antivírus, também promete nível de identificação semelhante. “Tanto com o Client Server Messaging Suite quanto com o InterScan VirusWall for SmallBusiness é possível brecar entre 90% e 95% do spam”, explica Fábio Peake, gerente comercial da empresa.

Com licenças que custam respectivamente 90 reais e 51,40 reais, com o dólar cotado a 2,57 reais, essas soluções da Trend Micro filtram e bloqueiam as mensagens antes que cheguem ao desktop. O Cliente Server trabalha apenas com Exchange, enquanto o InterScan funciona independentemente da plataforma de correio utilizada. Para o usuário doméstico, a Trend Micro incorpora funções de combate ao spam no PC-cillin 11, pacote que inclui antivírus, firewall, anti-spyware e controle de conteúdo.

O mercado de pequenas e médias empresas é atendido pela Symantec com soluções como o Brightmail. O produto possui filtros que permitem ao administrador criar novas regras para bloquear rapidamente mensagens como novos golpes bancários, por exemplo, ao analisar itens como remetente ou conteúdo. Usuários residenciais ou pequenos escritórios têm à disposição o Norton AntiSpam 2005, software que se integra a programas como Outlook Express, Outlook e Eudora.

    E-MAIL PRESERVADO
    Confira oito dicas da especialista em segurança Renata Cicilini Teixeira, autora do livro Combatendo o spam, para manter seu e-mail limpo
     

  • Não responda ao spammer pedindo o descadastramento porque com essa ação você confirma a legitimidade do seu e-mail.
  • Não faça cadastros em sites usando seu e-mail pessoal ou profissional. Crie uma conta específica para essas situações.
  • Leia os formulários de cadastros e fique atento a opções como "desejo receber informações sobre nossos produtos?”.
  • Verifique a política de privacidade dos sites antes de fazer o registro, certificando-se de que seu e-mail não será repassado ou vendido a terceiros.
  • Não utilize endereços de e-mail curtos e comuns, como joao@provedor.com.br. Eles são descobertos facilmente por spammers Nunca compre um produto ou serviço que foi anunciado em um e-mail indesejado para não incentivar a prática.
  • Evite publicar os e-mails no formato usual (fulano@empresa.com.br) em sites. É melhor estabelecer o contato por meio de formulários que escondam o endereço.
  • Não divulgue seu e-mail pessoal ou comercial em sites públicos como comunidades virtuais, newsgroups ou chats.

Serviço
Brightmail
Preço: 75 reais
Norton AntiSpam 2005
Preço: R$ 69
Symantec – (11) 5189-6230 - http://www.symantec.com.br/

Client Server Messaging Suite
Preço: R$ 90
InterScan VirusWall
Preço: R$ 51,40
PC-cillin 11
Preço: R$ 79,90
Trend Micro – (11) 3708-3770 - http://www.trendmicro.com.br/

MailWasher Pro
Preço: US$ 37
Firetrust – www.firetrust.com/home

SpamBayes
Preço: gratuito
spambayes.sourceforge.net

SpamKiller
Preços: R$ 50,89 (versão Small Bussiness para Exchange), R$ 24 (para ISA Server) e $ 69 (versão 2005)
McAfee – (11) 5180-6610 - br.mcafee.com

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail