Home > Notícias

Telefônica lança acesso à web com tarifa única

A Telefônica anunciou nesta quarta-feira (25/05) seu plano de internet ilimitada, que prevê o acesso discado à web por uma tarifa fixa de 29 reais mensais.

Camila Fusco

13/07/2005 às 17h24

Foto:

A Telefônica anunciou nesta quarta-feira (25/05) seu plano de internet ilimitada, que prevê o acesso discado à web por uma tarifa fixa de 29 reais mensais. O pacote compreende navegação por tempo indeterminado sem o pagamento de pulsos telefônicos. O preço divulgado é promocional e válido por nove meses. Em uma fase posterior, o valor deve ser reajustado para 38 reais.

A cobrança de tarifa única será feita junto com a conta telefônica do assinante, discriminando os pulsos de conversação.

Segundo a operadora, a existência de um horário em que as chamadas têm preços reduzidos gerou distorções nos hábitos de uso da rede. Atualmente, 59% dos usuários da rede da Telefônica fazem as conexões de madrugada ou aos finais de semana.

De acordo com Luciano Touguinha, superintendente de dial-up da Telefônica, a intenção é ampliar o uso da internet nos horários convencionais.

Neste momento, 19 provedores de acesso à internet estão conveniados ao novo plano, entre eles: AOL, Ibest, iG, iMTV, iSBT, iTelefonica, MSN, Terra, Universo Online e Vírgula.

Para evitar a cobrança de pulsos tradicionais, o internauta deverá baixar o discador de seu provedor e clicar no ícone do plano Internet Ilimitada, que vem ao lado do campo para inserir nome de usuário e senha.

A tarifa única (flat) para acesso discado à web já havia sido anunciada pela operadora em setembro de 2002, por 20 reais mensais. Entretanto, segundo Touguinha, o serviço não entrou em prática nestes últimos anos por conta de testes e da complexidade técnica da rede.

O teste piloto comercial da Telefônica foi conduzido entre 15 de dezembro e 11 de maio no município paulista de Sorocaba, interior do Estado.

A operadora informou que a cidade de Sorocaba foi escolhida em virtude da dimensão da base de usuários de telefonia fixa. A localidade mantém 164 mil linhas em serviço. Durante o período de testes, a média mensal de horas de conexão do internauta passou de 21 para 70 horas.

"Se o usuário fosse utilizar o sistema convencional, por meio de pulsos, ele gastaria cerca de 140 reais para essas 70 horas de navegação. A vantagem do sistema é justamente que o usuário pode prever o quanto vai gastar", declara o executivo.

Na opinião de Matinas Suzuki, presidente do iG, o sistema traz outra vantagem, além da previsão de custo. O benefício está no alívio do tráfego nos horários e dias de tarifas reduzidas.

"Esse sistema terá uma melhor distribuição da infra-estrutura nos horários de pico. Ou seja, os internautas tendem a enfrentar menores índices de congestionamento da rede durante as madrugadas ou finais de semana, que hoje apresentam tarifas reduzidas", declarou.

A Telefônica também estuda a criação de pelo menos dois novos planos de acesso à internet alternativos que devem entrar em vigor no segundo semestre. Um deles, por exemplo, prevê uma tarifa diferenciada para os usuários que navegam mais durante a noite.

A operadora - que mantém operações em 622 municípios de São Paulo - espera que 250 mil usuários migrem para o novo plano de acesso até o final do ano. Hoje a Telefônica atende cerca de três milhões de domicílios em sua rede de cobertura.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail