Home > Notícias

Com uma pequena ajuda da RAM

Gamers desafortunados não precisam mais cortar gastos aqui e ali para recorrer às sofisticadas e caríssimas aceleradoras gráficas topo de linha. Com a introdução da tecnologia que usa a memória RAM do próprio computador para processar texturas gráficas, placas mais simples e acessíveis chegaram ao mercado. A Radeon X300 SE, da ATI, faz parte desse grupo.

Guilherme Felitti com teste de Mário Nagano

13/07/2005 às 16h03

Foto:

Gamers desafortunados não precisam mais cortar gastos aqui e ali para recorrer às sofisticadas e caríssimas aceleradoras gráficas topo de linha. Com a introdução da tecnologia que usa a memória RAM do próprio computador para processar texturas gráficas, placas mais simples e acessíveis chegaram ao mercado. A Radeon X300 SE, da ATI, faz parte desse grupo.

Chamada de HyperMemory pela ATI, a tecnologia possibilita que o equipamento processe gráficos como se fosse uma aceleradora de 128 MB, quando, na verdade, traz apenas 32 MB. A Prolink também tem modelos da linha GeForce 6200 que usam chipset nVidia, concorrente da ATI, e contam com a mesma tecnologia, no caso denominada Turbo Cache.

A transferência de tarefas que a X300 faz para os pentes de memória do computador só é possível graças à largura de banda que a interface PCI Express oferece. Em vez de trafegar na velocidade de 2,1 GB por segundo, como na AGP, os dados são transmitidos a 4 GBps na interface PCI Express. Com isso, as texturas do game podem ser enviadas, processadas e recebidas de volta pela placa sem que o processo prejudique o andamento do jogo.

Os testes realizados pela PC WORLD mostram que a X300 SE não serve apenas para atualizar um sistema de vídeo onboard, como também pode muito bem ser usada como placa principal, com desempenho melhor em certas tarefas que a X300 padrão, sua correspondente com memória inclusa.  Na comparação entre ambas em uma máquina com 1 GB de memória RAM, a X300 SE com Hyper Memory prevaleceu sobre a X300 convencional em todas as categorias baseadas em aplicativos com Directx 8 e Open GL – respectivamente, 3D Mark 2001 SE e Quake 3. No primeiro, a diferença entre a performance das duas foi ampla – enquanto a X300 convencional chegou a 5.117 pontos, a X300 com Hyper Memory atingiu 7.452. O melhor desempenho foi reiterado no jogo Quake III Arena, da Activision: enquanto o equipamento mais simples reproduziu o game a uma velocidade de 156 quadros por segundo, a placa mais sofisticada chegou a apenas 118 telas por segundo. A vantagem, no entanto, se inverteu quando os testes se concentravam em aplicações com Directx 9. O 3D Mark 05 apontou resultado de 908 contra 702 pontos em favor da aceleradora convencional.

A performance da Radeon X300 SE em jogos e aplicações baseados em DirectX 8 e OpenGL faz dela uma ótima opção para usuários com necessidades imediatas e nem tão pesadas. Já quem pretende investir em um equipamento de vida longa para curtir games mais sofisticados, talvez precise considerar a compra de uma aceleradora padrão, não só pelo desempenho inferior da placa com HyperMemory com aplicativos DirectX 9, mas pela pequena diferença de preço (cerca de 50 reais) entre a X300 padrão e a X300 SE.

RADEON X300 SE
Fabricante: ATI
Para que serve:  processameneto gráfico de aplicações e jogos em PCs com interface PCI Express
Pontos fortes: ótimo desempenho em Directx 8 e Open GL; preço acessível
Ponto fraco: não se sai bem com aplicativos DirectX 9
Desempenho: 6,5
Por mais que apresente ótima performance em aplicações Directx 8 e Open GL, tem desempenho abaixo da média para Directx 9, usado em games da nova geração
Recursos: 7
Tem interface PCI Express e traz uma saída S-Video que permite a execução de vídeo do PC na televisão
Custo-benefício: 8
Maior atrativo de interesse na placa, com bom processamento gráfico frente ao preço sugerido
Avaliação final: 7*
Preço: R$ 320
Onde encontrar: Digitron - (11) 3348 5100

*Média ponderada considerando os seguintes itens e pesos: desempenho (50%); recursos (20%); e custo/benefício (30%)

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail