Intel instala hotspot no pólo norte

Dois funcionários da Intel russa surpreenderam a todos recentemente ao instalarem o que parece ser o hotspot mais ao norte que se tem notícia. O aparato foi localizado a 130 quilômetros do pólo norte.

https://pcworld.com.br/idgnoticia2005-07-142571354449/
Clique para copiar

Dois funcionários da Intel russa surpreenderam a todos recentemente ao instalarem o que parece ser o hotspot mais ao norte que se tem notícia. O aparato foi localizado a 130 quilômetros do pólo norte.
A base para a produção do hotspot foi o acampamento Barneo, uma espécie de tenda que abriga pesquisadores, cientistas e equipes de resgate. A escolha do mês de abril também foi importante, já que as condições climáticas são mais seguras. Todavia, o ambiente nunca é o ideal para o desempenho de um micro.
A temperatura raramente ultrapassa os 30 graus negativos e ainda há o problema da umidade dentro das tendas. Devido à diferença de temperatura existente entre os ambientes externo e interno, é comum o processo de condensação na superfície dos componentes. E ainda tem a questão das baterias, que perdem poder facilmente sob temperaturas baixas.
Apesar dos obstáculos, os funcionários da Intel conseguiram instalar um ponto de acesso Wi-Fi (tecnologia 802.11b/g) no centro geral de comando do acampamento e então instalaram uma rede de conexão à web sem fio (WLAN) usando laptops com a tecnologia Intel Centrino Mobile. Outro computador foi colocado do lado de fora e conectado a um telefone via satélite para permitir o acesso à internet. 
O equipamento sobreviveu ao frio e trabalhou razoavelmente, de acordo com Vsevolod Sementsov, da Intel russa. O principal problema foi mesmo a duração da bateria.
O hotspot já foi retirado, mas um laptop Centrino foi deixado para os pesquisadores da estação North Pole 33, que espera-se “ser utilizado em sua própria WLAN em breve”, disse Sementsov.
A Intel carcterizou o experimento como um exemplo de como a tecnologia móvel permite aos usuários trabalhar em qualquer lugar. “Onde é melhor para testar um novo equipamento que o Pólo Norte?”, anunciou a empresa.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site