Home > Notícias

AMD lança chips 64 bits dual-core

Na véspera do segundo aniversário do primeiro processador de 32-64 bits, a AMD anunciou nesta quinta-feira, 21/04, seus novos chips dual-core das linhas Opteron e Athlon 64.

Mário Nagano

14/07/2005 às 17h44

Foto:

Na véspera do segundo aniversário do primeiro processador de 32-64 bits, a AMD anunciou nesta quinta-feira, 21/04, seus novos chips dual-core das linhas Opteron e Athlon 64.

Os primeiros Opteron dual-core estarão disponíveis nas versões 865 (1,8 GHz / 1.165 dólares), 870 (2,0 GHz / 2.149 dólares ) e 875 (2,2 GHz / 2.649 dólares), todos voltados para sistemas de quatro a oito processadores.

No final de maio chegam outros três modelos, destinados a servidores e workstations bi-processados: o 265 (1,8 GHz / 851 dólares), 270 (2,0 GHz / 1.051 dólares) e 275 (2,2 GHz / 1.299 dólares). Todos os preços referem-se ao valor unitário para lotes de mil peças.

A grande surpresa é que os Opteron dual-core mais em conta (o 865 e o 265) irão custar o mesmo que os atuais modelos 852 e 252 single-core. A estratégia é oferecer dois núcleos ao preço de um.

Ao contrário da solução adotada pela Intel, com chips dual-core com dois núcleos montados no mesmo encapsulamento, a AMD adotou uma solução mais sofisticada. A companhia implementou internamente dois novos componentes que fazem o meio de campo entre os núcleos de processamento, o controlador de memória (único) e os canais HyperTransport: o Crossbar Switch e o System Request Interface.

Os novos componentes encarregam-se de gerenciar o tráfego de informações entre os núcleos de processamento com o mundo exterior, de modo que a comunicação com a placa-mãe se faça do mesmo jeito que os processadores de um núcleo.

Isso significa que os novos chips dual-core da AMD serão compatíveis com as atuais placas-mãe com soquete de 939 e 940 pinos do mercado, bastando apenas, na maioria dos casos, uma atualização de BIOS para que o sistema reconheça o novo processador. As características elétricas e térmicas desses novos chips também não mudaram muito. Desta forma, o desenho das fontes e gabinetes não precisarão ser alterados.

Segundo a AMD, os novos processadores dual-core oferecerão um significativo ganho de desempenho, assim como permitirão que os servidores de alta densidade possam aumentar seu número de processadores sem ocupar mais espaço físico. A companhia apresentou alguns resultados de testes realizados com sistemas biprocessados, sendo um deles baseado em um Opteron 275 dual-core em comparação com outros dois sistemas idênticos equipados com chips single-core: o 248 e o 252. O benchmark escolhido foi o SPECjbb2000.

O primeiro teste comparou o desempenho de chips de mesma velocidade (275 contra o 248, ambos de 2,2 GHz). O ganho de desempenho do 275 foi de 87%. O segundo teste comparou o mesmo 275 contra um single-core de clock mais elevado (o 252 de 2,6 GHz). O 275 ainda ficou na frente com um ganho de 69%, segundo a AMD.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail