Home > Notícias

WinHEC: Microsoft adia iniciativa de segurança

Nesta segunda-fera (25/04), a Microsoft adiou planos relacionados à estratégia de segurança Next-Generation Secure Computing Base (NGSCB). Segundo executivos da companhia, apenas uma pequena parte da iniciativa será lançada no próximo sistema operacional da Microsoft, apelidado de Longhorn, que chega ao mercado até o final de 2006.

IDG News Service

14/07/2005 às 17h11

Foto:

Nesta segunda-fera (25/04), a Microsoft adiou planos relacionados à estratégia de segurança Next-Generation Secure Computing Base (NGSCB). Segundo executivos da companhia, apenas uma pequena parte da iniciativa será lançada no próximo sistema operacional da Microsoft, apelidado de Longhorn, que chega ao mercado até o final de 2006.

A tecnologia NGSCB, também conhecida como Palladium, foi anunciada em 2002. Há um ano a empresa refromulou a inicativa para que alguns benefícios estivessem disponíveis sem a necessidade de recodificar aplicações. A Microsoft havia prometido lançar uma atualização até o final de 2004, mas ficou em silêncio.

Em sua forma original, o NGSCB usava uma combinação de software e hardware para incrementar a segurança do PC, com a capacidade de isolar o software e protegê-lo contra códigos maliciosos.

A NGSCB demandava mudanças em microprocessadores chipsets e placas de vídeo. Para tanto, a Microsoft informou que tinha o apoio de empresas de hardware como Intel e Advanced Micro Devices (AMD).

Para oferecer a proteção especial da NGSCB, as aplicações deveriam ser reconstruídas incluindo um agente de proteção que rodaria em uma área segura do sistema. Além disso, a NGSCB criptografaria informações transferidas entre diferentes partes da máquina, como o monitor e o teclado.

A NGSCB deveria reaparecer esta semana durante a conferência Windows Hardware Engineering Conference (WinHEC), realizada em Seattle, nos Estados Unidos. A agenda preliminar do evento mostrava duas palestras que incluíam a iniciativa, mas as mesmas não foram confirmadas.

Os organizadores do evento da Microsoft argumentam, no entanto, que a NGSCB está presente na WinHEC, mas sob a forma de suporte ao hardware TPM (Trusted Platform Module) e a uma característica do Longhorn chamada "secure startup". O TPM não é novo. Fornecedores de PCs como IBM e HP já são compatíveis a tecnologia em seus sistemas, permitindo aplicações como e-mails criptografados e particionamento do disco rígido.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail