Home > Notícias

Nova pilha promete mais energia

Abram alas, pilhas alcalinas! Nos testes realizados pela PC WORLD americana, as novas baterias descartáveis Oxyride, da Panasonic, forneceram mais do que o dobro do desempenho das pilhas alcalinas de primeira linha pelo mesmo preço.

PC World (EUA)

14/07/2005 às 12h45

Foto:

Abram alas, pilhas alcalinas! Nos testes realizados pela PC WORLD americana, as novas baterias descartáveis Oxyride, da Panasonic, forneceram mais do que o dobro do desempenho das pilhas alcalinas de primeira linha pelo mesmo preço. A notícia é mais que bem-vinda, dada a atual proliferação de dispositivos ávidos por bateria, como câmeras digitais, MP3 players e consoles de games portáveis.

As baterias AA e AAA recarregáveis continuam sendo mais eficientes do ponto de vista do custo, mas muita gente ainda usa as descartáveis, talvez porque se esqueçam de carregar as baterias que possuem ou porque nunca tenham comprado mesmo as recarregáveis. A Panasonic diz que usa um processo patenteado e uma combinação de eletrólitos novos e aprimorados para fabricar as novas pilhas AA e AAA.

Com uma câmera digital Canon PowerShot A400, comparamos as novas AAs Oxyride (4 dólares por quatro unidades nos Estados Unidos) com alcalinas Duracell Ultra (de mesmo preço) e com baterias de hidreto de níquel metálico 1800-mAh, da Rayovac, recarregáveis (cerca de 12 dólares por quatro unidades, sem o carregador).

A Panasonic diz que as novas pilhas duram o dobro das alcalinas, mas nos testes elas superaram este índice e quase alcançaram as NiMHs recarregáveis. Depois de carregar a câmera com cada tipo de bateria, tiramos uma combinação igual de fotos com e sem flash.

As Oxyrides alimentaram 290 fotos, contra apenas 131 das Duracells. As Oxyrides fizeram somente 10 a menos do que as pilhas de NiMH. As Oxyrides enfrentam a concorrência das baterias descartáveis de lítio AA e AAA de longa duração, que, segundo os fabricantes, têm cerca de cinco vezes mais autonomia do que as baterias alcalinas, mas, por outro lado, custam o triplo.

Devido ao preço relativamente baixo e ao grande incremento de energia, as Oxyrides deverão ser mais atrativas para muitos compradores de bateria. Mas há dois pequenos senãos. O primeiro é que, pelo menos por enquanto, as baterias só são oferecidas pela Panasonic, e a empresa não tem nenhum plano imediato de licenciar a tecnologia para outras companhias. O segundo é que a Panasonic não tem idéia de quando vai trazer o produto para o Brasil.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail