Home > Notícias

Temporada de caça

O exagero é o principal aliado do Google (www.google.com e www.google.com.br) e, por vezes, seu grande inimigo.

Guilherme Felitti

15/07/2005 às 10h47

Foto:

O exagero é o principal aliado do Google (www.google.com e www.google.com.br) e, por vezes, seu grande inimigo. A enxurrada de respostas a cada pesquisa pode confundir o pesquisador ou fazer com que perca mais tempo em separar o joio do trigo. A menos que use os recursos de pesquisa – e eles são muitos. Conhecer essas funções encurta a distância entre você e a informação que procura.

DE DOC A PDF – A procura por uma apresentação ou planilha pode ser abreviada com o uso da função FileType. Primeiro, digite a palavra-chave de seu interesse, seguida de filetype: e da extensão do arquivo que pretende localizar. Exemplo: ciclone filetype:doc. O Google devolve a lista de arquivos no formato solicitado. O mecanismo rastreia 13 tipos diferentes de arquivo (PDF, EPS, DOC, XLS e PPT, entre outros). Melhor que isso, você não precisa fazer o download do material para conferir se é mesmo interessante. Basta clicar no link Ver Em HTML ou View As HTML, no Google em inglês, para visualizar seu conteúdo.

PÁGINAS PARECIDAS – Gostou do que encontrou em uma página e ficou interessado em conhecer outros sites com conteúdo parecido? Clique no link Páginas Similares ou Similar Pages. As páginas similares são úteis também em outras situações. Se você está procurando informações sobre um produto, por exemplo, pode encontrar opções similares para fazer a comparação.

TAL E QUAL FOI INDEXADA –O Google também faz o grande favor de guardar uma cópia de cada página do jeitinho que estava quando foi indexada. Assim, mesmo páginas que já saíram do ar ou foram alteradas podem ser listadas e acessadas pelo link Em Cache ou Cached que acompanha cada item na lista de resultados.

NO MÊS EXATO – Buscas amplas podem ser abreviadas com o uso da função Data ou Date, que restringe os  resultados por um determinado período. Por exemplo, uma procura nas páginas em português com os termos data:janeiro,2005 piano, terá como resultado páginas publicadas apenas em janeiro de 2005 que falem  sobre piano. Para fazer a mesma pesquisa na web em geral, use a expressão date:january,2005 piano.

APENAS NO TEXTO – Quando a busca é iniciada por intext, o Google busca apenas a palavra no corpo das páginas web, não em links, URLs ou títulos . Exemplo: intext:cravo.

SITES ESPECÍFICOS – Quer limitar a pesquisa a um endereço específico? Use a sintaxe site. Se digitar, por exemplo, site:pcworld. com.br windows, o Google oferece referências sobre o sistema da Microsoft que aparecem no site PC World Online.

AÇÕES –Investidores ou curiosos podem consultar o valor das ações de empresas. É só usar o símbolo da companhia na Nasdaq (por exemplo, GOOG para o próprio Google). Além do valor e da variação, o site traz um gráfico com as oscilações do dia. 

SÓ NO TÍTULO – Se você incluir a expressão intitle na sua pesquisa, seguida de dois pontos (:) e do termo que deseja encontrar, o Google localiza apenas a expressão nos títulos das páginas web, não em seu conteúdo ou URL.

NÃO MAIS QUE DEZ – O Google restringe as buscas às dez primeiras palavras entradas. Portanto, use as frases mais curtas possíveis. Ele também pesquisa palavras na ordem em que aparecem. Exemplo: a pesquisa com os termos “câmera digital” não traz, necessariamente, os mesmos resultados que a pesquisa por “digital câmera”.

CALCULADORA – Ainda que possa parecer pouco prática quando comparada à calculadora do Windows, a função numérica do Google é útil em algumas situações. Além de fazer operações básicas, como somas e subtrações, a ferramenta calcula a raiz quadrada de números e até faz algumas conversões de medidas. Leia mais sobre esse recurso em www.google.com/help/calculator.html.

CORRETOR ORTOGRÁFICO – Não está certo quanto à grafia de uma palavra? Digite o termo e o Google retorna com a expressão Você Quis Dizer (em inglês, Did You Mean), seguida da palavra que ele julga ser a que você realmente procura. Basta clicar nela para obter a nova lista de resultados.

DEFINIÇÕES – Quem não sabe o significado de uma palavra também pode buscar ajuda no Google. Basta digitar, no campo de pesquisa, a expressão define:, seguida da palavra sobre a qual tem dúvida, para obter uma lista de definições. Exemplo: define:web. Infelizmente, o recurso não funciona com palavras em português.

FILMES – O Google também investe na cotação de filmes. Ao procurar o nome de uma produção, o site apresenta uma lista com as análises encontradas e calcula uma nota média entre as diferentes opiniões. A pesquisa só vale para a página em inglês e títulos originais das produções.

Serviços Extras
Livros, vídeos, mapas, notícias...O Google criou outros sites para contéudos diferenciados. Conheça os principais serviços adicionais.

Google Video – A exemplo do Print, o Vídeo (video.google.com) usa o mesmo sistema para listar atrações de grandes emissoras de televisão americanas.

Google Print – Grande fonte de embates jurídicos nos últimos tempos, o Print (print.google.com), ainda em beta, é tão ambicioso quanto prático. O plano do site é deixar que os internautas folheiem qualquer livro já publicado, além de fornecer o link para a editora da obra e lojas online.

Google News – (news. google.com) seleciona notícias veiculadas em várias partes do mundo sobre um assunto. Além de poder personalizar a página inicial do serviço de acordo com suas preferências, os usuários podem acompanhar temas de interesse com a definição de alertas por e-mail.

Google Answers – Dúvidas? Basta entrar no Google Answers (answers.google.com) e perguntar a um especialista. Só que é necessário desembolsar alguns dólares para obter a resposta e formular a pergunta em inglês.

Google Maps – Extremamente útil para quem mora nos Estados Unidos, o Maps (maps.google.com) funcionacomo uma versão aprimorada de serviços como MapLink e Apontador – inclui até fotos feitas por satélites. O serviço busca endereços, localiza estabelecimentos e traça caminhos entre um ponto e outro.

Google Code – Dedicado ao desenvolvimento do código aberto. Os programadores podem baixar do Code (code.google.com) códigos de futuras aplicações em desenvolvimento pelo Google para estudos e correções e, depois, devolvê-los com sugestões e melhorias.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail