Home > Notícias

Cão-robô da Sony ganha inteligência artificial

Os pesquisadores do Sony Computer Science Laboratory (SCSL), em Paris, estão otimistas com resultados de três anos de pesquisa em um novo projeto envolvendo o cão-robô Aibo, que usa uma técnica inovadora de inteligência artificial similar ao comportamento e à cognição de crianças de três meses.

IDG Now!

18/07/2005 às 12h26

Foto:

Os pesquisadores do Sony Computer Science Laboratory (SCSL), em Paris, estão otimistas com resultados de três anos de pesquisa em um novo projeto envolvendo o cão-robô Aibo, que usa uma técnica inovadora de inteligência artificial similar ao comportamento e à cognição de crianças de três meses.

A novidade nos Aibos é que eles não respondem a estímulos pré-programados. É como se eles tivessem uma curiosidade nata que os fizesse evoluir.

Colocados em um cercado com uma bola no interior, os robôs vão evoluindo conforme avança a percepção do próprio corpo e do ambiente ao redor. Eles começam apenas mexendo as pernas e balançando a cabeça e depois de cinco horas estão engatinhando e batendo na bola.

Apesar de parecer algo simples, o robô é exemplo de um novo sistema de inteligência artificial. Até então os robôs respondiam de acordo com algoritmos pré-progamados, que em outras palavras, limitam as atividades desempenhadas.

O Aibo é dotado de um algoritmo capaz de acessar os mais convencionais algoritmos de aprendizagem dos robôs. Ele tem um senso de aprendizado progressivo. Após identificar uma tarefa e aprender a executá-la ele logo procura outra coisa para aprender, como se estivesse entediado e precisasse de algo novo.

As pesquisas não visam a produzir objetos de mercado. Um dos aspectos mais relevantes é o auxilio no entendimento do desenvolvimento psicológico das crianças. Testes com Aibos com novas pré-programações de percepção estão previstos, para avaliar formas de evolução no desenvolvimento de outras atividades.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail