Home > Dicas

Recursos principais das câmeras

Megapixels ainda importam para a maioria dos compradores de câmera digital, principalmente porque resolução continua sendo um dos principais recursos das câmeras. Mas saiba que há outros itens importantes a considerar

PC WORLD - EUA

25/09/2005 às 15h41

Foto:

Megapixels ainda importam para a maioria dos compradores de câmera digital, principalmente porque resolução continua sendo um dos principais recursos das câmeras, mas também porque os fabricantes e varejistas promovem esta especificação acima de todas as outras. Se você está com dificuldade para descobrir  qual câmera comprar, talvez se sinta tentado a tomar uma decisão baseada apenas na contagem de megapixels,  e é por isso que quase todos os fabricantes imprimem este número na frente das máquinas.
Mas uma câmera precisa de mais do que uma alta contagem de pixels para produzir ótimas fotos. Preste atenção em outras características também. Por exemplo, uma câmera que se arrasta entre uma foto e outra pode perder a melhor ação, e uma grande e pesada talvez passe mais tempo no armário do que no bolso. Já uma máquina sem controles manuais faz fotos fabulosas sob sol brilhante, mas ruins em circunstâncias mais desafiantes.

Recursos Principais

Resolução: Se você pretende fazer fotos apenas para enviá-las por e-mail a amigos distantes ou imprimir com o tamanho de um instantâneo, uma câmera com praticamente qualquer resolução servirá. Mesmo assim, um número maior de pixels propicia maior flexibilidade – você pode imprimir imagens mais nítidas em tamanhos maiores ou cortar e imprimir pequenas seções de imagens. Em geral, uma câmera de 2 megapixels produz  uma bela impressão 12 por 18 centímetros; uma câmera de 3 megapixels, 20 por 25 cm; e um modelo de 4 megapixels (ou acima), 28 por 43 cm.

Tamanho, peso e design: Para alguns usuários, o peso de uma câmera e se ela cabe no bolso talvez sejam fatores mais importantes do que a resolução. PC World testou câmeras que pesam desde 116 gramas a cerca de 1 kg. Câmeras pequenas são convenientes, mas costumam ter mostradores e botões pequenos, tornando-se penoso mudar configurações.

Lente de zoom: Câmeras baratas com freqüência não têm lente de zoom óptico. Se tivéssemos que escolher entre uma câmera com zoom óptico e uma com resolução mais alta, preferiríamos a primeira – assim, não precisaríamos ampliar o tema e depois usar software para cortar a imagem (e descartar parte desta resolução). Algumas câmeras agora oferecem índices de zoom 10x. Estas lentes são ótimas para fotografia de natureza ou esportes, mas talvez você precise ter mão firme ou um tripé para evitar imagens desfocadas em distâncias extremas de telefoto.

Atenção aos índices de zoom anunciados – muitos fabricantes combinam zoom óptico, que move a lente para ampliar o tema, com zoom digital, que captura menos pixels e os amplia. O zoom óptico oferece todo o benefício da resolução máxima da câmera, aliado à capacidade de se aproximar mais da ação.

Foco manual: Para close-ups ou situações em que a câmera não consegue fixar o foco,  o foco manual pode ajudar você a fazer a foto. Câmeras de baixo custo com freqüência não trazem foco manual ou oferecem apenas o foco em passos, que permite escolher somente entre algumas distâncias predeterminadas.

Armazenamento: Em sua resolução mais alta, uma câmera de 2 megapixels armazena oito a 10 imagens em um cartão de memória básico de 16 MB. O tamanho do cartão de memória que acompanha a câmera não é extremamente importante, pois quase sempre você terá que comprar outro (a menos que esteja disposto a transferir suas imagens depois de cada punhado de fotos). Os cartões CompactFlash, Secure Digital Cards e SmartMedia custam cerca de R$ 106 para 64 MB ou R$ 599 para 512 MB. A Sony ainda fabrica câmeras que armazenam imagens em disquetes ou discos CD-R. O armazenamento, porém, é lento e os discos não acomodam mais de uma ou duas imagens em alta resolução; os compact discs armazenam muito mais imagens, mas as câmeras que os utilizam são lentas e volumosas.

Baterias: As câmeras aceitam um ou mais tipos de bateria: AA, alcalina não recarregável (R$ 4 o par) ou níquel metal hídrido recarregável (NiMH, cerca de R$ 18,16 o par); CRV3 de alta capacidade descartável (R$ 78 o par); ou baterias recarregáveis proprietárias que custam de R$ 65 a R$ 579 a reposição.

Filme e som: Muitas câmeras capturam tanto vídeo quanto fotos paradas, mas cartões de memória de tamanho normal não armazenem muito tempo de vídeo; esta opção é útil para fazer clipes curtos se você não tem uma filmadora.

Configurações de exposição: Todas as câmeras digitais permitem fotografar no modo totalmente automático – basta apertar o botão do obturador para fazer uma foto. Câmeras melhores oferecem modos de prioridade de abertura e obturador - você ajusta a abertura focal da lente ou quanto tempo o obturador permanece aberto, e a câmera controla automaticamente a outra variável para lhe dar a exposição apropriada.

Normalmente, você usaria a prioridade de abertura para manter controle sobre a profundidade de campo de uma imagem – desfocar o fundo de uma foto e ao mesmo tempo manter a nitidez do primeiro plano, por exemplo – e a prioridade do obturador para capturar temas que se movem rápido, por exemplo. Uma câmera que se apóia exclusivamente no moto automático tentaria manter o primeiro e o segundo planos em foco no exemplo inicial e, provavelmente, desfocaria o tema que se move no último exemplo.

Em geral, as câmeras que oferecem modos de prioridade (como as SLRs digitais) também oferecem controle de exposição totalmente manual, em que você usa ambas as variáveis. Estes modos podem tornar uma câmera  adaptável a praticamente qualquer situação.

Menus: Ao avaliar uma câmera, considere a facilidade de acessar configurações comuns – resolução, modo macro, flash e ajustes de exposição – e a facilidade de ver fotos que acabou de tirar. Se há botões demais, você perde tempo tentando descobrir qual botão faz cada coisa; se há menus demais, você perde tempo percorrendo-os.

Equilíbrio de branco: Quase todas as câmeras digitais permitem que você escolha uma configuração de equilíbrio de branco. Esta configuração diz à câmera quais elementos em uma foto devem ser brancos e, por dedução, quais devem ser pretos e como deve ficar o que se encontra entre um e outro. Se você é exigente com precisão de cor, procure um modelo com opção de ajuste manual no qual você aperta um botão enquanto mira um objeto branco.

LCD: Os modelos de baixo custo, com freqüência, não trazem tela LCD, necessária para que você veja, na câmera, as fotos que acabou de tirar. Uma boa tela LCD é essencial para que você saiba se tem a foto que queria, além de indicar se ela foi exposta apropriadamente. A qualidade da tela de cristal líquido varia imensamente: muitas ficam difíceis de visualizar sob a luz do sol ou geram imagens granuladas em baixa iluminação, ou a imagem pode mudar se você inclina a câmera  ligeiramente. Se for possível, experimente a câmera em ambiente aberto antes de comprá-la.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail