Home > Notícias

HP lança linha de computadores baratos

A HP quer conquistar o mercado de pequenas e médias empresas pelo preço. A empresa inicia hoje a comercialização do HP Compaq Business Desktop dx2090 Microtower, um computador de mesa que custa a partir de 1.339 reais

Mário Nagano

26/09/2005 às 18h50

Foto:

A HP quer conquistar o mercado de pequenas e médias empresas pelo preço. A empresa inicia hoje a comercialização do HP Compaq Business Desktop dx2090 Microtower, um computador de mesa que custa a partir de 1.339 reais.

Segundo Cristina Palmaka, vice-presidente do grupo de sistemas pessoais da empresa, o dx2900 é um produto totalmente desenvolvido no Brasil, tirando proveito das vantagens previstas na "MP do Bem" (medida provisória que estabelece a redução de impostos para computadores com preços até 2.500 reais, entre outras coisas) para chegar nessa faixa de preço. Com essa iniciativa, segundo ela, a HP colabora para a diminuição da informalidade do mercado de PCs, reforça o suporte às pequenas e médias empresas e amplia os investimentos no país com o emprego de mão-de-obra e fabricação 100% nacionais.

Montado no interior de São Paulo, na fábrica da Solectron em Jaguariuna, o dx2090 foi projetado especialmente para uso em pequenas empresas, escolas e órgãos públicos. Em outras palavras, foi feito para suportar ambientes sem ar condicionado e pelo menos oito horas diárias de uso.

Para o projeto do dx2090, a HP escolheu a placa-mãe Gigabyte GA-8S661FXM-775, montada no Brasil pela Digitron. Trata-se de uma plataforma bastante flexível e apropriada para um computador de entrada. Baseada no chipset SiS 661FX/963L, ela aceita os modernos processadores Intel Celeron D e Pentium 4 HT com soquete LGA775 e barramento frontal de até 800 MHz e vídeo integrado. Além disso, possui duas portas IDE ATA133 e duas SATA com RAID, porta serial, paralela, oito USB 2.0 e rede 10/100 mbps. O sistema ainda conta com três slots PCI e uma AGP 8x.

O dx2090 terá quatro versões. Em três delas, virá equipado com 256 MB de memória SDRAM DDR 400, disco rígido SATA de 40 GB, CD-ROM de 24X, modem e unidade de disquete de 1,44 MB. A diferença estará na escolha do processador e do sistema operacional. Os preços não incluem o monitor:
- dx2090 com Celeron D 330 de 2,6 GHz + Windows XP Pro - 1.709 reais
- dx2090 com Pentium 4 520 de 2,8 GHz com HT + FreeDos - 1.769 reais
- dx2090 com Pentium 4 520 de 2,8 GHz com HT + Windows XP Pro - 2.129 reais

Fora esses modelos, a HP vai comercializar uma configuração mais simples, sem CD-ROM e com apenas 128 MB de memória, disco SATA de 40 GB, unidade de disquete e sistema operacional FreeDos por apenas 1.349 reais. Segundo a companhia, a estratégia é oferecer uma plataforma básica que possa ser customizada de acordo com as necessidades de cada usuário. Por customização entenda-se a instalação de programas para aplicações dedicadas, como terminal de vendas ou telemarketing, ou o acréscimo de outros componentes, como memória, gravador de DVD e até mesmo outro sistema operacional, já que o FreeDos não vem com nenhum aplicativo instalado.

Essa não é a primeira vez que a HP lança um modelo de baixo custo para o segmento de pequenas e médias empresas. Em maio de 2003, a empresa lançou o HP Business Desktop d325, equipado com processadores Athlon XP, da AMD.

Por que a nova linha para o mesmo segmento estampa a marca Intel? Representantes da empresa explicaram que a escolha teve por base a percepção de que o público-alvo prefere a marca Intel. Além disso, a equipe de desenvolvimento estava pressionada pelo cronograma de lançamento, de modo que teve de limitar suas opções de plataforma para que o produto ficasse pronto na data programada.

A HP afirma, no entanto, que essa decisão não significa que a experiência com o d325 foi negativa. Além de a empresa ser um das maiores apoiadoras da plataforma AMD, o sucesso comercial do d325 motivou o lançamento o dx2090. Segundo Cristina Palmaka, o dx2090 é o início de uma série de lançamentos na área de desktops tanto para empresas quanto para usuários finais, seqüência que pode até incluir o lançamento da linha de desktops Pavillion no Brasil. Cristina disse ainda que o PC Popular (PC Conectado) da HP está em desenvolvimento, mas que não será baseado no dx2090. Ele poderá chegar às lojas entre o final deste ano e o início de 2006.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail