Home > Notícias

E-mail e arquivo? Tem também com o Linux

Com o qmail e o Samba, a vida de sua empresa e seus funcionários fica bem melhor

Toni Cavalheiro, especial para a PC World

27/09/2005 às 12h11

Foto:

Com o qmail e o Samba, a vida de sua empresa e seus funcionários fica bem melhor

Em qualquer tipo de rede, desde as pequenas até as corporativas, há dois servidores que podem ser considerados essenciais: qmailo de e-mails e o de arquivos. Se você usar os programas certos para Linux, poderá criar soluções realmente profissionais sem gastar com as caras licenças de software.  Atualmente, há muitos servidores de e-mail disponíveis para Linux. O mais popular deles é o Sendmail. Apesar de distribuições como o Fedora apostarem neste software, ele vem sendo cada vez menos usado pelos profissionais. O motivo para isso é simples: além de ter diversas deficiências relacionadas à segurança, o Sendmail é bastante complicado para configurar.  Então, complicado por complicado, grande parte dos administradores acaba partindo para o qmail, que é uma opção mais nova e funcional. Mas se você optar pelo qmail, prepare-se: é difícil encontrar alguém que consiga colocar um servidor desses no ar em menos de dois dias de trabalho árduo.  Para facilitar um pouco as coisas, existem até sites especializados em tutoriais sobre o qmail. Um deles é o qmailrocks.org. (imagem ao lado) Neste endereço há roteiros para diversas distribuições e scripts que ajudam na configuração. Mesmo assim, dá um trabalhão danado.

Já na linha de e-mail colaborativo, o Linux ainda deixa um pouco a desejar. Para quem não sabe, o e-mail colaborativo é aquele que, além das mensagens, oferece calendário de compromissos, lista de tarefas e diversas outras atividades que são realizadas por um grupo de funcionários. No Windows, os usuários contam com o Microsoft Exchange, mas ainda não há uma opção gratuita equivalente para Linux. Como alternativa, você até pode apelar para o Lotus Domino, da IBM, mas aí será obrigado a pagar. Portanto, será preciso avaliar se vale a pena apostar em uma solução como esta ou partir para o Exchange logo de uma vez. 

Para servidores de arquivos, o Linux oferece o Samba (imagem ao lado), um software que faz Sambapraticamente tudo que é necessário no dia-a-dia quando o assunto é compartilhamento.  No início, uma das grandes críticas dos administradores era a falta de compatibilidade do Samba com o Active Directory da Microsoft. Isso foi parcialmente resolvido nas últimas versões. Agora, há certa compatibilidade entre o AD e o Samba, uma vez que ambos utilizam um sistema de administração baseado no LDAP. Já no item desempenho, o Samba só tem qualidades.  Ele é extremamente rápido e consome pouquíssimo poder de processamento do servidor, de forma que você possa combinar a função de servidor de arquivos com outra qualquer – inclusive servidor de e-mail, dependendo do tráfego da sua rede.

Como regra geral, tanto o servidor de email quando o de arquivos pode ser usado perfeitamente em qualquer ambiente de rede.  Porém, tenha em mente que, em estruturas maiores, pode ser mais interessante partir para uma solução com mais recursos.  Lembre-se de que a maioria de seus usuários continuará usando Windows. Então, a compatibilidade entre o servidor e a estação de trabalho é fundamental.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail