Home > Notícias

Google, MSN ou Yahoo: quem domina a internet?

MSN, Google ou Yahoo? Qual dessas empresas é a maior e mais poderosa empresa de internet do planeta?

30/09/2005 às 15h51

Foto:

A resposta está nos dados do Nielsen//NetRatings, que mede a audiência de internet em 11 países: Alemanha, Austrália, Brasil, Espanha, Estados Unidos, França, Itália, Japão, Reino Unido, Suécia e Suíça.

O IDG Now! teve acesso aos relatórios de audiência de internet desses países. E o líder é? Bem, tire você mesmo as suas conclusões, com base nos dados do mês de agosto, audiência domiciliar, excluindo-se aplicativos.

  1. o Google é o líder em número de usuários com uma pequena vantagem sobre o MSN (veja gráfico). Ele também é líder em sete dos 11 países em que o Nielsen//Netratings mede a audiência.
  2. o MSN, segundo colocado, fica apenas a 2,5 milhões de usuários do Google. É líder no Brasil e na Suécia. Está em segundo ou terceiro lugar em sete dos 11 países avaliados.
  3. o Yahoo é líder em apenas dois dos 11 países em que o Nielsen mede a audiência e não está em segundo ou terceiro em nenhuma das outras nove nações. Detalhe importante: lidera nos Estados Unidos e no Japão, os dois maiores mercados de internet do planeta.

Empresa 

Usuários

Google153 milhões
MSN150,6 milhões
Yahoo144,5 milhões

"Pode-se dizer que essas empresas tornaram-se marcas globais da internet", avalia Marcelo Coutinho, diretor executivo do Ibope Inteligência e professor do curso de metrado da Fundação Cásper Líbero. "Boa parte do panorama da internet nos principais países vai depender do movimento dessas três empresas."

País 

Líder

AlemanhaGoogle
AustráliaGoogle
BrasilMSN
EspanhaGoogle
Estados UnidosYahoo
FrançaGoogle
ItáliaGoogle
JapãoYahoo
Reino UnidoGoogle
SuéciaMSN
SuíçaGoogle

É verdade. Uma análise dos rankings de marcas (brands) dos 11 países revelou que os três portais, que têm como matéria-prima para oferecer aos internautas serviços, estão conseguindo romper a barreira cultural local.

"Como são portais de prestação de serviço, a economia de escala global faz toda a diferença", diz Coutinho

Na visão do executivo do Ibope Inteligência, quando a internet era apenas um canal de distribuição de conteúdo, os grupos locais tinham vantagens competitivas sobre os estrangeiros.

À medida que o foco da internet passou para prestação de serviços, a lógica econômica desse modelo prevaleceu. "Quanto mais eu puder replicar os processos, menor o custo deles", afirma Coutinho.

Mas será que uma dessas empresas vai replicar na internet o domínio que a Microsoft conseguiu no dekstop do usuário?

Um livro nos Estados Unidos, (How Google's Internet Search is Transforming Application Software, disponível apenas em PDF, clique aqui), o autor Stephen Arnold defende a tese de que o Google tem uma grande ambição: levar a era da informação do desktop para a internet.

É no desktop que a Microsoft construiu seu império e é com o MSN, seu braço de internet, que o defende na web. O vencedor dessa nova batalha? Para Coutinho, essa é uma pergunta que vale um milhão de dólares.

* Fonte: Ibope Netrating no Brasil e Nielsen Netratings demais países Audiência domiciliar, mês de agosto, ranking de brands excluídos aplicativos

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail