Home > Dicas

Como ficar mais seguro com o Google Desktop

Alguns truques para manter seus dados pessoais a salvo das ameaças

Dennis O'Reilly, PCW-EUA

30/09/2005 às 19h23

Foto:

Quando o Google lançou o Google Desktop Search, a primeira versão da sua ferramenta de busca de arquivos armazenados em disco, surgiram algumas dúvidas em relação à privacidade. Com o Google Desktop 2, a versão beta da segunda versão da ferramenta, as preocupações persistem porque os usuários ainda não podem mudar o local do índice do programa. Resultado: os autores de programas maliciosos podem apontar invasores diretamente para esse depósito de dados pessoais.

Como, então, contornar o problema? Se sua unidade de disco rígido estiver formatada em NTFS, você pode criptografar as pastas via janela Preferences do programa, mas o Google afirma que essa ação “reduzirá a performance”. Você pode – e deve – tornar o programa mais seguro se optar por não usar Advanced Features, que enviam informação sobre seu histórico de navegação na web e informação de uso não pessoal para o Google.

Outra configuração padrão que PC WORLD achou confusa é ver resultados de busca de arquivo local no alto dos resultados de busca web do Google, um recurso que existia na versão anterior. Você pode ocultar esses resultados com um único clique, mas, para manter seus arquivos locais e páginas web armazenadas em cache fora dos seus resultados de busca na rede para sempre, você tem de desmarcar essa opção sob Google Integration na janela Preferences.

O Google Desktop é uma espécie de rede de segurança para arquivos removidos: se você abriu o arquivo recentemente, uma versão armazenada em cache vai persistir no índice do programa. Provavelmente, você poderá recuperar um arquivo perdido se buscá-lo por nome e depois clicar no link armazenado em cache sob sua listagem nos resultados. Você também pode clicar em Remove Items, marcar os itens que deseja remover e selecionar Remove Checked Results para manter os arquivos fora de seus futuros resultados – no release inicial do programa, os arquivos podiam voltar depois que você os reabria.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail