Home > Notícias

Mais de 60% dos e-mails do mundo são spam

Brasil ocupa a 10ª posição no ranking de envio de mensagens indesejadas, 1% do total mundial

Daniela Braun - IDG Now!

06/10/2005 às 16h36

Foto:

As mensagens eletrônicas comerciais indesejadas representaram 61% do tráfego mundial de e-mails, no primeiro semestre deste ano, revela a 8ª edição do "Internet Security Threat Report", estudo sobre ameaças de segurança da Symantec.

O estudo que avalia 120 milhões de endereços IP (Internet Protocol) em 180 países coloca o Brasil na décima posição do ranking, como remetente de 1% do spam mundial.

Na avaliação da Symantec, que não detalhou o número de e-mails rastreados, o lado positivo é que o País perdeu duas posições em relação aos spammers do primeiro semestre de 2004. Os campeões no envio de spam são os Estados Unidos, gerador de 51% dos spams que circulam na grande rede; a Coréia, com 14% dos spams; e o Canadá, que gerou 7% das mensagens indesejadas.

De janeiro a agosto de 2005, o Centro de Estudos, Respostas e Tratamento de Incidentes de Segurança no Brasil registrou 1.525.361 spams. Somente em agosto, o Cert.br recebeu 160.132 notificações, o que representa uma queda de 5,2% em relação ao mês anterior.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail