Home > Notícias

Brasil tem 2% dos micros zumbis do mundo

Houve um crescimento de 143% em relação aos primeiro semestre de 2004

Daniela Braun - IDG Now!

06/10/2005 às 16h43

Foto:

Entre os mais de seis milhões de microcomputadores zumbis existentes no mundo, 2% (120 mil) estão no Brasil, informa a 8ª edição do "Internet Security Threat Report", estudo mundial da Symantec detalhado pela subsidiária brasileira nesta quinta-feira (06/10).

Os computadores zumbis são infectados com códigos maliciosos chamados bots, que permitem o controle remoto das máquinas por invasores sem que o usuário saiba.

Segundo a Symantec, no primeiro semestre de 2005 foram identificados 10 mil bots diferentes, o que representa um crescimento de 143% em relação aos primeiro semestre de 2004.

Para promover ataques de negação de serviço (DoS), por exemplo, os invasores costumam ativar uma série de máquinas com bots formando um exército de zumbis.

A razão para o crescimento de computadores controlados, segundo Vladimir Amarante, engenheiro de sistemas da Symantec no Brasil, é a rápida e crescente adoção do acesso à internet em banda larga. "O internauta costuma acessar mais serviços, fazer mais downloads, mas não está preparado para enfrentar novas ameaças", avalia Amarante.

Em julho, 6,6 milhões de brasileiros utilizavam acesso em banda larga em suas residências - alta de  24% em relação a dezembro de 2004 - segundo o Ibope//NetRatings. O total de internautas residenciais foi de 11,6 milhões.

Capitais de zumbis

O estudo revela que o Reino Unido é o campeão em máquinas zumbis. São 2 milhões de máquinas - um terço dos computadores zumbis com códigos maliciosos.

Na América Latina, o Brasil possui a maior quantidade de computadores zumbis (19%), segundo a Symantec, seguindo pela Argentina (4%) e pelo México (9%). "As capitais das máquinas zumbis são São Paulo, Buenos Aires e Cidade do México", informa Amarante.

A pesquisa da Symantec, cujos dados globais foram divulgados no dia 19 de setembro, monitora 120 milhões de endereços IP (Internet Protocol) em 180 países.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail