Home > Notícias

Ladrão deve imitar vítima se quiser roubar notebook

Sensores medem a passada do dono e comparam os dados com valores armazenados. Detectada alguma diferença, o notebook, celular ou PDA congela e só pode ser reativado por senha

IDG Now!

17/10/2005 às 17h38

Foto:

Em pouco tempo, os ladrões terão que imitar o jeito como sua vítima caminha caso estejam interessados em roubar algum celular, handheld ou notebook.

É que cientistas finlandeses do VTT Technical Research Center desenvolveram uma tecnologia que identifica as características dos movimentos físicos do usuário, e bloqueia os aparelhos caso detecte qualquer modificação.

Segundo eles, os sensores no equipamento medem constantemente a passada de seu dono e comparam os dados com alguns valores já armazenados. Detectada alguma diferença, o notebook, aparelho celular ou PDA congela e só pode ser reativado por meio de senha. "Uma das maiores vantagens desse método biométrico é que, além de não ser intrusivo, não necessita de qualquer ação especial por parte dos seus usuários", afirmou o diretor de pesquisas Heikki Ailisto.

Durante dois meses o grupo realizou pesquisas com 36 pessoas, sendo 19 homens e 17 mulheres, obtendo uma taxa de identificação de mais de 90%, segundo o laboratório.

Algumas dificuldades, entretanto, ainda não foram superadas. A tecnologia precisa ser desenvolvida para lidar com pessoas que têm diferentes estilos de caminhar, principalmente pela escolha de sapatos.

Por outro lado, os sensores empregados na solução ainda não são fáceis de encontrar no mercado, elevando o custo final do produto.

Apesar dos problemas, Ailisto já patenteou a sua invenção e espera que no prazo de dois anos a tecnologia seja largamente empregada em smartphones, PDAs mais avançados e notebooks de grandes fabricantes.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail