Home > Notícias

Saiba evitar roubos e furtos de notebooks

Assaltantes revendem o equipamento roubado por menos da metade de seu valor - em média mil a 1.500 reais

Daniela Braun - IDG Now!

08/11/2005 às 17h53

Foto:

O notebook é o sonho de consumo de muitas pessoas, incluindo quadrilhas e assaltantes que se especializam em roubos e furtos destes portáteis. Para que o uso do laptop não vire um pesadelo é importante seguir algumas dicas de segurança.

Hoje, segundo a consultoria IDC Brasil, os notebooks equivalem a 4,1% das vendas de desktops no País, devendo somar 218.400 unidades vendidas entre os 5,2 milhões de micros que serão comercializados este ano.

Por aqui, o valor do equipamento é 2,6 vezes maior do que o de um desktop, o que transforma o caro portátil numa fonte de renda interessante para assaltantes. "Eles revendem o equipamento roubado por menos da metade de seu valor - em média mil a 1.500 reais", informa o delegado Oswaldo Nico Gonçalves, superintendente do Garra (Grupo Armado de Repressão a Roubos e Assaltos da Polícia Civil do Estado de São Paulo).

Alvos fáceis

Grandes centros comerciais e aeroportos são locais de maior ocorrência de roubos e furtos de notebooks. Na cidade de São Paulo, por exemplo, os locais mais visados são bairros como Jardins, Itaim e as regiões das avenidas Engenheiro Luís Carlos Berrini, Morumbi, Santo Amaro, Marginal Pinheiros, além dos aeroportos de Congonhas e Cumbica. "Estamos fazendo um trabalho de conscientização nas empresas da região para que os executivos avaliem se é realmente necessário levar o notebook do trabalho para casa", informa Dejair Rodrigues, delegado titular do 96º Distrito Policial, na zona sul paulistana.

No Aeroporto Internacional de Congonhas, em São Paulo, onde circulam mais de 45 mil pessoas por dia, as ocorrências caíram 37,5% em relação a 2004, revela a Delegacia de Atendimento ao Turismo (Deartur).

Entre janeiro e outubro de 2004 foram registrados 31 furtos de notebooks em Congonhas - 33 em todo o ano passado. No mesmo período deste ano foram registradas 24 ocorrências no aeroporto. "Estamos em contato com a Infraero para realizar uma campanha para divulgar dicas de segurança para os usuários de notebooks nos aeroportos de São Paulo", afirma o delegado Antonio Carlos Bueno Torres, diretor da divisão da Deatur.

Crime da mala

Em aeroportos, a dica básica de segurança é que o usuário não se descuide da bagagem de mão com o notebook, especialmente enquanto compra um lanche, visita uma loja ou faz um telefonema. "Ao menor sinal de desatenção do usuário, o assaltante troca a mala com o notebook por uma maleta falsa, que tem revistas ou um tijolo dentro. Muitas pessoas só se dão conta do furto muito tempo depois", informa o delegado Torres.

Fique esperto

Atualmente, os assaltantes contam com olheiros que observam usuários de notebooks em eventos, na saída de empresas, hotéis ou aqueles que se descuidam do notebook na rua enquanto falam ao telefone.

Os olheiros avisam assaltantes que estão em motocicletas. Estes realizam assaltos à mão armada contra motoristas ou mesmo passageiros em táxis, explica o delegado Nico.

Veja as dicas do superintendente do Garra para prevenir roubos e furtos de laptops:

 - Evite usar a maleta tradicional do notebook. Porcure carregar o equipamento em uma mochila comum;

 - Quando levar o notebook no carro ou pegar um táxi, o usuário deve colocar o equipamento no porta-malas antes de sair do estacionamento;

- Não se desligue do notebook. Muitas pessoas param para falar ao celular ou no telefone público e deixam a mala com o laptop no chão. Isso é um prato cheio para os assaltantes;

Fones brancos

Segundo Nico, os usuários de iPod, tocador digital da Apple, também começam a ser visados pelos assaltantes. "No parque do Ibirapuera, onde muitas pessoas que vão correr levam o tocador de músicas digitais no braço, ou em lugares de grande concentração de pessoas, os fones brancos dos iPods já indicam alvos fáceis para assaltantes", observa o delegado.

A primeira dica para os usuários destes players é não chamar a atenção. Quem não desgruda do iPod deve evitar exibir o tocador em locais de grande concentração de pessoas e trocar os fones originais por modelos mais comuns.

Seguro

Além de tomar precauções também é possível fazer um seguro do notebook, o que costuma ser viável para máquinas novas e de alto valor.

A seguradora Porto Seguro, por exemplo, oferece seguros para notebooks com até dois anos de uso. No contrato é cobrada uma taxa de 10% do valor do notebook, mais 60 reais pela apólice e 7% de IOF.

Outra dica é ficar de olho na cobertura do seguro. Muitos contratos não cobrem furtos simples, somente roubos e furtos qualificados.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail