Home > Notícias

PC popular começa ser vendido nesta sexta

Epcom, Login e Positivo são os primeiros fabricantes homologados pelo MCT para fornecer o PC Conectado de até 1.400 reais

Daniela Braun - IDG Now!

10/11/2005 às 18h07

Foto:

Os primeiros desktops de até 1.400 reais produzidos de acordo com as especificações do programa de inclusão digital do governo federal, o Computador para Todos (PC Conectado), instituído em 20 de setembro, começam a chegar às lojas brasileiras nesta sexta-feira (11/11).

Epcom Eletrônica, de São Paulo (SP), Login Informática, de Ilhéus (BA), e Positivo Informática, de Curitiba (PR), foram as primeiras fabricantes homologadas pelo Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT), em 21 de outubro, para fornecer o PC Conectado.

A Login Informática a primeira a oferecer as máquinas ao consumidor, a partir de amanhã, informa Carlos Valadares, diretor comercial da empresa, que já produziu 4.500 unidades do micro Login em sua fábrica no Pólo Industrial de Ilhéus, na Bahia.

"As primeiras máquinas serão vendidas em nossas duas lojas próprias, nas cidades de Salvador (BA) e Aracaju (SE), mas temos uma parceria com a rede varejista Lojas Maia para atender toda a região Nordeste", detalha Valadares.

Pela venda direta, segundo o executivo, a Login Informática conseguiu reduzir o valor de seu PC Conectado para 1.049 reais na configuração básica definida pelo programa: microprocessador Celeron D 310 de 2,13 Ghz, 40 Gigabytes (GB) de espaço em disco rígido, memória RAM de 256 MB, monitor de 15 polegadas Samsung, modem de 56 Kbps com CD-ROM gravável  (CD-RW) e 26 aplicativos de software livre da MadrakeSoft.

"O cliente pode pedir uma configuração mais avançada para a máquina e retirar o computador em 24 horas na loja de Salvador e em dois dias na unidade de Aracajú", explica o diretor da Login.

Saiba como financiar o Computador para Todos
A configuração básica do PC Conectado inclui microprocessador 1,5 Ghz, 40 Gigabytes (GB) de disco rígido, memória RAM de 128 MB, CD-ROM, modem de 56 Kbps, monitor de vídeo de 15 polegadas, teclado, mouse, disco flexível de 1,44 MB e aplicativos de software livre.

Já a Epcom Eletrônica informa que começa a oferecer seu Computador para Todos a partir desta quinta-feira (10/11), aos revendedores.

Inicialmente, o micro Epcom de até 1.400 reais não será oferecido para pronta entrega. O cliente deve receber a máquina em uma semana.

"Esperamos vender, até dezembro, aproximadamente sete mil máquinas do programa", afirma Silvana Rossini, gerente comercial da fabricante paulista..

A configuração básica do desktop da Epcom segue as especificações do programa Computador para Todos, com 27 programas baseados em software livre.

Selo de identificação
A Positivo Informática já possui 5 mil unidades de seu PC Conectado em estoque, na fábrica de Curitiba, informa Hélio Rotenberg, presidente da empresa.

A fabricante deve colocar nas lojas, a partir da próxima semana, dois modelos que atendem a configuração do programa do governo federal, com preços que variam de 1.199 reais a 1.399 reais. Os varejistas parceiros da Positivo são as redes Ponto Frio, Colombo e Magazine Luiza.

"Aguardamos apenas a definição de um selo de identificação do PC Conectado pelo governo para enviar os micros ao varejo", informa Rotenberg.

Embora já tenham equipamentos prontos ou em produção, as empresas aguardavam a publicação de uma portaria do MCT com as definições de um selo de identificação do PC Conectado para liberar as maquinas aos varejistas.

O MCT acredita que a portaria sobre o selo de identificação aguarda a aprovação final da Subsecretaria de Comunicação Institucional da Presidência da República (Secom) seja publicada na próxima semana.

A partir da data de publicação no Diário Oficial, os fabricantes do PC Conectado terão 30 dias para se adaptarem ao selo. No entanto, segundo o MCT, a definição não impede que as empresas homologadas distribuam as máquinas ao varejo, pois as linhas de financiamento do PC Conectado ao consumidor já estão liberadas pelo Banco do Brasil e pela Caixa Econômica Federal.

A expectativa do ministro da Ciência e Tecnologia, Sergio Rezende é que sejam vendidos de imediato cerca de 500 mil computadores, e mais de dois milhões até o fim de 2006.

Conexão popular
Outro ponto a ser oficializado no programa Computador para Todos envolve o acesso discado à internet, por 7,50 reais mensais para 30 horas de conexão.

O pacote negociado com as operadoras de telefonia está em fase final de aprovação no Ministério das Comunicações e será regulamentado por meio de um decreto presidencial, que pode ser sancionado em breve.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail