Home > Dicas

O jargão da fotografia digital

Megapixel, ISO, distância focal, shutter lag e zoom digital. Explicamos os cinco principais termos do mundo das câmeras digitais para ajudá-lo na hora de comprar a sua

Dave Johnson – PC WORLD/EUA

11/11/2005 às 12h46

Foto:

Câmera digital - escolhaMuitas pessoas retornam de mãos vazias ao entrar em uma loja para comprar uma câmera digital. Não por não encontrarem um modelo, mas por se sentirem perdidas entre dezenas de opções e, acima de tudo, analfabetas no idioma dos termos e especificações técnicas apresentados pelos vendedores. Segue então um pequeno glossário com os cinco termos mais importantes para a decisão de qual modelo de câmera digital escolher.

1. Megapixel

Megapixel é a palavra de ouro no mundo das câmeras digitais, o mais importante critério a ser usado para limitar o número de modelos adequados a serem escolhidos. Olhar primeiro para a quantidade de megapixels da câmera é como sair para comprar um monitor ou uma televisão e usar como critério inicial o tamanho da tela.

Foto pixelsNa prática, o número de pixels significa o tamanho máximo que sua fotografia poderá ter. Os megapixels indicam quantos milhões de pixels a câmera pode armazenar por fotografia capturada. Esta capacidade, por sua vez, determina o tamanho máximo que a imagem poderá ter quando impressa sem perder qualidade.

Por exemplo, 3 megapixels é o mínimo para imprimir fotografia de 20x25 centímetros. A maioria das câmeras atuais tem entre 2 e 8 megapixels. A minha recomendação é que se evite as de capacidade mais baixa pois elas limitam bastante suas possibilidades.

2. ISO

A sigla ISO se refere a International Standards Organization, entidade que, entre outras atribuições, determina alguns padrões mundiais para o mercado fotográfico. Quando mencionamos as configurações ISO de uma câmeras, estamos falando de formas de ajustar a sensibilidade que o aparelho tem à luz.

Os números ISO adotados pelas câmeras digitais são os mesmos das câmeras convencionais de filme de 35 mm. Um número baixo, como ISO 100, significa baixa sensibilidade à luz, enquanto um mais alto, como 400, indica maior sensibilidade. Cada vez que dobramos o ISO, reduzimos pela metade a quantidade de luz necessária para registrar a imagem, e vice-versa.

No caso das câmeras convencionais, o ISO em geral deve ser configurado de forma correspondente ao filme que utilizamos. Já nas câmeras digitais, como não há filme, o ISO pode ser escolhido a cada foto, conforme as condições de luminosidade.

Porém, cada modelo de câmera digital é capaz de operar dentro de uma faixa de ISO fixa. Para assegurar um mínimo de flexibilidade, escolha uma câmera capaz de operar com ISO 100 a 400, o que é comum na maioria dos modelos simples. Caso opte por câmeras mais sofisticadas, provavelmente encontrará uma capacidade maior, como ISO 800 ou 1600.

De toda forma, você utilizará números baixos de ISO na maioria de suas fotos, isso porque os resultados são imagens mais nítidas e com menos sujeira. Valores mais altos de ISO servirão para fotografias tiradas à noite ou em situações de baixa luminosidade -  mas esteja preparado para lidar com uma quantidade maior de ruído digital nas imagens.

3. Shutter lag – ou tempo de resposta do disparador

Esta é uma especificação que você não verá no material promocional de nenhuma câmera. Ela significa o tempo decorrido entre cada vez que você aperta o disparador da máquina e o momento no qual a fotografia é  registrada de fato. Para descobrir isso, você terá de ler uma reportagem analítica sobre o modelo ou experimentar você mesmo.

O shutter lag está presente em todas as câmeras digitais. Alguns modelos, particularmente os de mais baixo preço, demoram até um segundo ou mais para responder ao comando do disparador. Um número pequeno de câmeras pode ser descrito como de disparo instantâneo, mas muitos aparelhos de boa qualidade têm um tempo de resposta capaz de dar a sensação agradável, que não atrapalhe a prática fotográfica.

A melhor forma de saber é experimentar vários modelos e prestar atenção à diferença de resposta entre elas. O que não for um incômodo para você nos testes será o adequado.

4. Distância focal (focal lenght)

Câmera digital - lentesDistância focal é a medida que indica quanto as lentes da câmera podem ampliar uma cena. Os termos mais usados são os mesmo das lentes de câmeras convencionais, como grande angular, tele ou objetiva. Uma distância focal mais curta, com 20 mm ou 35 mm, é, em geral, considerada como uma lente grande angular. Já as teles ou objetivas, capazes de um zoom maior, em geral têm 100 mm ou 200 mm nos modelos mais populares. Como ponto de comparação, o olho humano tem distância focal de cerca de 50 mm.

No mundo das câmeras digitais, por razões técnicas, é muito mais fácil produzir um modelo com uma lente objetiva longa do que com uma grande angular. Entretanto, fotografias mais simples, como retratos de família e grandes paisagens, em geral se beneficiam muito mais de uma lente grande angular do que de uma tele.

Na hora de comprar sua câmera, portanto, procure flexibilidade, mas lembre-se de que, muito provavelmente, você usará bem mais uma distância focal de 20 mm do que uma de 400 mm.

5. Zoom digital (digital zoom)

Embora os fabricantes insistam em fazer propaganda deste recurso, eu realmente recomendo que você ignore o zoom digital. Simplesmente esqueça-o. A razão é que o zoom digital significa expandir a capacidade de ampliação oferecida pelas lentes da câmera por meio do simples aumento eletrônico dos pixels da imagem capturada.

Traduzindo, o zoom digital é o mesmo que usar a função recortar (crop) em um editor de imagens como o PhotoShop. Quase todas as câmeras oferecem a possibilidade de desabilitar o zoom digital em seu menu de configurações – e é o que eu recomendo que façam. Um uso possível do recurso é justamente o de recortar a foto para imprimir apenas um pedaço dela sem precisar passar por um editor de imagens.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail