Home > Notícias

AMD lança chip de quatro núcleos em 2007

Companhia planeja lançar processador de quatro núcleos em 2007, mas no próximo ano já lança novo modelo dual-core com recursos ampliados

IDG Now!

16/11/2005 às 11h26

Foto:

A AMD (Advanced Micro Devices) incluiu um processador de quatro núcleos no seu roadmap e prometeu ampliar investimentos em software como parte de um plano tecnológico para os próximos dois anos.

A companhia deve lançar um projeto de chip em 2007, similar ao utilizado pelos processadores Opteron e Athlon 64, disse Phil Hester, vice-presidente e CTO (Chief Technology Officer) da AMD.

O novo processador vai contar com quatro núcleos conectados por uma nova versão da tecnologia de interconexão Hypertransport e vai suportar memória DDR3 (double data rate 3).

A versão para servidor do chip oferecerá ainda um terceiro nível de memória cache aos processadores AMD, permitindo aos criadores de servidores desenvolver sistemas com 16 a 32 processadores, disse Hester.

Antes, os clientes AMD estavam limitados à criação de servidores baseados em oito processadores Opteron por causa da dificuldade de coordenar as necessidades de memória cache com servidores multiprocessados.

A memória cache armazena dados usados com freqüência pelo chip próximo à CPU, onde podem ser acessados mais rapidamente que as informações guardadas na memória.

O terceiro nível de memória cache vai permitir a produção de servidores Opteron de 32 processadores sem necessidade de lógica externa para coordenar a memória cache nesses processadores.

A Newisys, parceira da AMD, introduziu um chipset na segunda-feira (14/11) que suporta servidores de 32 chips, mas requer uma lógica especial que não será necessária com o processador de 2007, afirmou Hester.

Em 2006, a AMD fará mudanças relativamente modestas nos seus processadores Opteron e Athlon 64. No entanto, a companhia vai acrescentar suporte à memória DDR2 com a introdução de um novo processador no meio de 2006.

Esse chip também vai usar uma nova tecnologia de soquete chamada M2, diferente da tecnologia de soquete 939 usada na maior parte dos processadores Opteron e Athlon 64.

A nova tecnologia possibilitará aos clientes da AMD atualizar sistemas baseados em processadores dual-core de 2006 para os modelos de quatro núcleos de 2007, segundo um porta-voz da AMD. Contudo, os processadores de 2006 vão exigir novas placas-mãe.

Os chips dual-core de 2006 também vão introduzir a tecnologia de virtualização da AMD batizada de Pacifica, e a tecnologia de segurança Presidio, que cria uma área protegida no processador para armazenar dados críticos.

A meta da AMD para 2006 é melhorar o seu posicionamento no mercado de PCs, tanto em desktops quanto notebooks, segundo Marty Seyer, vice-presidente sênior de negócios e performance em computação.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail