Home > Notícias

Kodak lança serviço via celular

Empresa lança Kodak Mobile que promete capturar, armazenar, compartilhar e imprimir fotos digitais

Andreza Emília

21/11/2005 às 18h33

Foto:

A Kodak lançou nesta segunda-feira (21) o serviço Kodak Mobile, que oferece uma solução integrada para capturar, armazenar, compartilhar e imprimir fotos digitais. O objetivo é posicionar o serviço como o principal destino das fotos capturadas por celulares com câmera no Brasil e estimular o hábito de fotografar e sobretudo imprimir os arquivos digitais.

O sistema funciona de maneira bem simples: após tirar uma fotografia com um celular, envie sua imagem via Multimedia Messaging System (MMS) para o e-mail mms@kodakmobile.com.br. Em seguida, você receberá uma mensagem de texto com um código para captura dessa imagem no site. Depois, acesse o Kodak Mobile pelo site da Kodak (www.kodak.com.br), cadastre-se e salve sua imagem na conta. A solução oferece um álbum para armazenar até 600 fotos digitais, num total de 3 GB, para todo tipo de fotos online (nao necessariamente tiradas pelo celular). Cada foto pode ter até 5 MB. O upload do álbum virtual pode ser via celular ou internet. depois que você se cadastra no site, a foto segue direto para a sua conta.

Uma vez no álbum, você pode compartilhar as imagens por e-mail ou celular, pedir a impressão via web e recebê-las em casa pelo correio ou retirá-las em uma loja Kodak Online.

"Com o Kodak Mobile, a Kodak mantém seu compromisso com a inovação e amplia seus serviços online", explica o diretor geral da divisão de fotografia da unidade brasileira, Fernando Bautista.

Novidade

O Brasil é o primeiro país da América Latina a oferecer o serviço. Depois de seis meses, caso tenha tido uma boa aceitação, a empresa pretende lançá-lo no México. O Kodak Online existe em 13 países.

Oportunidade

De acordo com pesquisas feitas pela The Future Image WIRE, 2005 deve terminar com 250 milhões de celulares com câmera no mundo. Para 2007, a projeção é de que existam mais de 400 milhões de unidades.  No Brasil, a taxa de penetração de aparelhos por habitante é baixa, mas vem crescendo bastante

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail