Home > Notícias

Symantec anuncia linha 2006

Pacote de lançamentos inclui versões aprimoradas de ferramentas como Norton Antivirus e Personal Firewall

Daniel dos Santos

22/11/2005 às 14h44

Foto:

Já está disponível a linha de produtos 2006 da Symantec, com novas versões dos softwares Norton Antivirus, Personal Firewall, Ghost e Internet Security. A família estará completa em janeiro, com a chegada do Norton System Works e do System Works Premier.

Em sua nova versão, o Norton AntiVirus teve seu preço reduzido para R$ 79 (contra R$ 95 cobrados no ano anterior). “Queremos oferecer um produto mais acessível para que cada vez mais usuários possam proteger seus sistemas”, afirma Fabiano Tricarico, gerente comercial de varejo da Symantec Brasil. Além do preço, o produto conta com recursos para o combate a spywares e adwares e seus efeitos colaterais, como mudanças no registro.

O Personall Firewall 2006, software destinado a manter os hackers longe do computador, incorpora a criação automática de regras e reconhecimento de aplicações utilizadas pelo usuário. Com isso, é possível minimizar um dos maiores problemas dos programas de firewall: o grande volume de mensagens enigmáticas exibidas. “É um sistema de proteção menos intrusivo e mais fácil de utilizar”, afirma Lúcio Costa, analista de suporte técnico sênior da Symantec.

Para quem procura uma solução mais abrangente de proteção, a empresa oferece o Norton Internet Security 2006 (R$ 109), suíte que reúne os programas para combate a vírus, spywares, phishing e spam, além de firewall e controle de acesso à rede. Pequenas empresas ou escritórios domésticos com mais de um computador contam com pacotes para três (R$ 249) e cinco usuários (R$ 359).  “É cada vez maior o número de usuários que buscam soluções completas de segurança”, afirma Tricarico. Como prova disso, ele destaca o fato de 10% dos usuários do Norton Antivirus terem migrado para o Internet Security, de 2004 para 2005.

Segundo a Symantec, os ataques de pragas virtuais estão cada vez mais voltados para o retorno financeiro. “Saiu de cena o hacker que busca a fama ou tornar PCs indisponíveis. Hoje eles querem que o computador funcione para roubar dados ou utilizá-los em ataques a sistemas”, destaca Costa. De acordo com a companhia, o volume de e-mails de phishing scam (mensagens fraudulentas destinadas ao roubo de dados) entre janeiro e junho de 2005 saltou de 3 milhões para 5,7 milhões, com picos de 13 milhões de mensagens criminosas em apenas um dia.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail