Home > Notícias

Novo Sober usa nome do FBI e CIA para infectar

Praga chegou a responder por 61,42% de todos os vírus detectados pela Sophos durante a tarde de terça-feira, seguido de longe pelo Netsky.P, com 7,86%, e Mytob.FO, com 4,12%

IDG Now!

23/11/2005 às 13h21

Foto:

Uma semana após a descoberta de três variantes do vírus Sober, a Sophos emitiu na terça-feira (22/11) um alerta para o surgimento de outro ataque da praga, desta vez utilizando o nome do Federal Bureau of Investigation (FBI) e da Central Intelligence Agency (CIA) para infectar.

Detectado como uma versão genérica do Sober, pois apresenta características comuns a diversas outras variantes anteriores, a praga chegou a responder por 61,42% de todos os vírus detectados pela Sophos durante a tarde de terça-feira, seguido de longe pelo Netsky.P, com 7,86%, e Mytob.FO, com 4,12%.

Diante da ameaça viral, o FBI emitiu um comunicado alertando aos internautas que não abram a mensagem contaminada em hipótese alguma mas, em vez disso, apaguem-na imediatamente.

O e-mail chega em inglês ao usuário informando que, supostamente, o seu endereço IP (Internet Protocol) havia sido registrado pelo FBI ou CIA por ter visitado mais de 30 websites considerados ilegais. Por isso, a agência de investigação enviara um questionário para ser respondido o mais breve possível.

Procurando ajudar o trabalho policial, a vítima pode rodar o arquivo anexo e, caso tenha feito isso, a praga cria cópias de si mesma em pastas do sistema e já começa vasculhar os arquivos em busca de mais endereços de e-mail para se propagar.

Além disso, a Sophos afirma que o Sober captura a máquina para uma rede zumbi de PCs e começa a enviar spams automaticamente a partir do sistema infectado - tudo sem que a vítima tenha conhecimento do que acontece. "Qualquer pessoa que possuir informações sobre o autor do Sober deve reportar diretamente às autoridades para crimes eletrônicos", escreveu o pesquisador Graham Cluley no alerta da Sophos. "Esse desenvolvedor de pragas tem atacado computadores de internautas inocentes por dois anos, e precisa ser detido".

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail