Home > Notícias

Sem medo de parecer ridículo

Pensar fora da caixa gera idéias que as pessoas podem considerar impossíveis, mas que fazem a diferença

Bob Wollheim

02/12/2005 às 10h42

Foto:

Tenho realizado muitos treinamentos e workshops. Educação e empreendedorismo são duas questões que me apaixonam. Empreendedorismo, de um lado, pois penso que é o caminho para o desenvolvimento e para um país mais justo. Educação, por acreditar que o meio para chegar lá é esse. Obviamente é preciso inovar, tanto nos negócios quanto na educação.

Num desses treinamentos provoquei um grupo de jovens profissionais de um grande grupo a fazer um exercício de, em meia hora, com 5 mil reais e imaginando que tivessem 13 anos, criar um negócio e apresentá-lo em formato de uma propaganda.

A turma participava não acreditando muito que as coisas que estavam criando pudessem ter muito a ver com a realidade. No final do exercício, mostrei a eles em vídeo o personagem real do case. Susto e surpresa. “O que eu pensei que era impossível, quase ridículo... foi realizado por um garoto e ele está ganhando dinheiro na web com isso? ”

A coisa funcionou tanto que um dos grupos foi capaz de observar uma demanda não atendida e imaginar um negócio em função dela. A lógica era simples: comerciais de TV são chatos e atrapalham nossa vida. Ver programas na hora que as redes de TV querem que os vejamos, também. Assim, sem muita confiança na própria idéia, criaram uma empresa que resolveria essa questão: tudo ficaria gravado numa caixinha, que por tabela eliminaria os comerciais, e as pessoas veriam seus programas preferidos na hora e no dia que quisessem.

O grupo apresentou seu projeto e o comercial funcionava, afinal se tratava de algo que os consumidores queriam!
Analisando todos os negócios apresentados e mostrando a eles o verdadeiro aprendizado do exercício, perguntei à turma, sem mencionar nenhuma das empresas apresentadas, se alguém conhecia o Ti-Vo (www.tivo.com).

Silêncio, nada. Vi pelas caras de desconhecimento que nenhum deles tinha mesmo ouvido falar do TiVo. Quando conto a eles o que é o TiVo, ou seja, exatamente o negócio que tinha sido criado por um dos grupos, e relato que o negócio existe há anos nos Estados Unidos, a turma ficou estarrecida. Aquele exercício, quase que uma brincadeira de meia hora, tinha feito com que eles imaginassem um negócio que já existe desde 1997 e tem mais de 3,5 milhões de usuários.

A lógica de quem pensa fora da caixa, o modo como os empreendedores geram seus negócios, inovam e criam avanços, ficou cristalina como água. Se você tem idéias que as pessoas (e às vezes você mesmo) acham meio ridículas, impossíveis ou improváveis, pense que isso não é necessariamente verdade – e que ela podem fazer a diferença.

Bob Wollheim é empreendedor, diretor da Tripix (www.tripix.com.br), do E-Lab SSJ (www.elabssj.com.br) e autor do livro Empreender não é brincadeira – bob@tripix.com.br

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail