Home > Notícias

Claro terá celulares com Linux em 2006

A operadora também pensa em trazer ao País no ano que vem os smartphones Balckberry, hoje comercializados aqui apenas pela TIM

Ana Paula Oliveira, do COMPUTERWORLD

05/12/2005 às 19h20

Foto:

A Claro está avaliando a oferta de aparelhos celulares com sistema operacional Linux, principalmente para aumentar o leque de opções ao mercado corporativo. "Recebemos propostas de alguns fabricantes, mas não decidimos ainda os modelos", conta Roberto Guenzburger, diretor de marketing da Claro. O objetivo da operadora, segundo o executivo, é garantir a oferta de todos os sistemas operacionais ao mercado.

A operadora também pensa em trazer ao País no ano que vem os smartphones Blackberry, hoje comercializados aqui apenas pela TIM. "Temos uma demanda corporativa forte por esse tipo de produto que simplesmente não podemos deixar de atender", conta o diretor.

De acordo com dados da empresa, as vendas da operadora cresceram 38,6% no interior de São Paulo. Além disso, o portal de serviços da operadora, o Claro Idéias, também gerou mais do que o esperado. De setembro de 2004 a outubro de 2005, o portal totalizou 1,2 bilhão de torpedos, 18 milhões de fotos enviadas via MMS e 46 milhões de downloads.

Na área corporativa, a Claro fechou o ano com mais de 25 mil postos de telemetria - para uso com cartões de crédito - e uma frota de 45 mil veículos utilizando soluções de rastreamento.

Para 2006, segundo Guenzburger, um dos focos de investimento da Claro será a área de música. Para isso, a operadora já fechou vários contratos com as principais gravadoras. Além disso, a meta é estender acesso baseado em Wi-Fi também aos usuários domésticos. 

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail