Home > Notícias

MS mudará zonas de segurança no IE7

Companhia tem trabalhado em melhorias no browser para evitar que ele rode códigos maliciosos em zonas de segurança menos restritas

IDG Now!

12/12/2005 às 18h18

Foto:

A Microsoft detalhou, ao final da semana passada, diversas modificações no método como o Internet Explorer (IE) 7 classificará websites quanto à sua segurança, procurando uma maneira de diminuir as probabilidades de um usuário ser vítima de códigos maliciosos ao entrar em alguma página perigosa.

Na versão atual, a 6, o navegador tem quatro classificações diferentes para websites - internet, intranet local, sites confiáveis e sites restritos - que permitem aos usuários aplicar diversas regras de segurança de como o browser interage com esses grupos. Entre elas, por exemplo, é possível escolher se o IE pode rodar controles de ActiveX sem alertar o internauta.

Segundo o blog oficial da equipe de desenvolvimento do IE, a companhia tem trabalhado em melhorias no browser para evitar que ele rode códigos maliciosos em zonas de segurança menos restritas. "A zona de intranet local não é muito relevante para os usuários domésticos", escreveu a companhia no blog.

Com isso, a equipe mudou o IE7 de modo que, quando o PC não estiver em uma rede fechada, o navegador trate os sites aparentemente de intranet como se fossem da internet. "Essa mudança efetivamente remove a superfície de ataque da zona intranet para usuários domésticos", escreveu a MS.

Se a máquina estiver rodando somente dentro de um domínio, contudo, o IE7 detectará sites de intranet automaticamente e reverte-los para as configurações de zona da intranet. Os administradores de rede, por exemplo, podem criar políticas de grupo para assegurar que o browser rode como desejado.

Com o Windows Vista, a zona de internet rodará no que a MS chama de "modo protegido", não permitindo que códigos maliciosos sejam rodados no sistema utilizando o mesmo nível de privilégios do usuário que estiver navegando pela web.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail