Home > Notícias

Sony faz acordo em processo sobre rootkit

Os clientes que compraram CDs com softwares anti-pirataria deverão receber downloads de músicas e reembolsos em dinheiro como forma de compensação

IDG Now!

30/12/2005 às 16h18

Foto:

Os clientes da Sony BMG que compraram CDs com os controversos softwares anti-pirataria da companhia deverão receber downloads gratuitos de músicas e reembolsos em dinheiro como forma de compensação, segundo reportagem da BBC.

A oferta é parte de um acordo proposto para encerrar os processos contra a Sony BMG pelo uso do programa, que visava evitar a cópia ilegal dos CDs.

Além das medidas de restituição, a Sony terá que parar de usar o polêmico software, propõe o acordo.

O uso do software XPC, que opera de forma similar a um tipo de código malicioso chamado rootkit, nos CDs da Sony foi descoberto em outubro, pelo programador Mark Russinovich.

Após este alerta inicial, diversos especialistas descobriram que o XPC também deixava o PC dos usuários vulnerável a ataques de hackers. Além disso, foi descoberto outro software de proteção a cópia usado em um lote diferente de CDs, chamado MediaMax, que também trazia falhas que possibilitavam a ação de códigos maliciosos.

Os CDs afetados foram vendidos apenas na América do Norte, mas, ao todo, mais de 76 títulos traziam softwares de proteção à cópia (52 discos usavam XCP e 34 usavam MediaMax) e foram distribuídos milhões de unidades destes álbuns.

Depois de tentar minimizar o problema com patches - que também acabaram por mostrar-se vulneráveis a ação de hackers -, a Sony anunciou o recall dos CDs.

Após um mês de negociação com os advogados representantes dos diversos consumidores que a processaram, a Sony chegou uma proposta de acordo que será julgada em 6 de janeiro, mas provavelmente será aprovada.

Proprietários de CDs com o programa XPC serão recompensados com 7,50 dólares em dinheiro e o direito de baixar pela Internet um álbum inteiro da Sony BMG. O consumidor também pode optar por trocar a indenização em dinheiro por mais downloads de músicas.

Já os usuários dos CDs com o software MediaMax somente receberão os downloads ao invés do dinheiro.

O acordo também prevê o uso da loja virtual de músicas Apple iTunes para baixar as músicas, já que antes a Sony oferecia restrições aos usuários que quisessem colocar suas músicas no tocador de músicas iPod, da mesma fabricante.

Além de se comprometer a para de usar os softwares XCP e MediaMax, a Sony deve se responsabilizar por ajudar as pessoas a removê-los do seu PC.

A companhia também terá que mudar a forma de proteção contra cópia nos CDs futuros e deixar bem claro no produto quando utilizar sistemas desta natureza. Os métodos adotados serão auditados por ógão independente.

O acordo não encerra todas as ações judiciais contra a Sony. Um processo iniciado no Texas por violação das leis locais será mantido.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail