Home > Notícias

“Vamos quebrar barreiras”

Alan Yates, da Microsoft, revela detalhes sobre o futuro Office e seu novo formato de arquivos

Luís Fernando Tinoco

10/01/2006 às 17h14

Foto:

Alan Yates - 200xA Microsoft espera muito de 2006. Até o fim do ano, a empresa lançará reformulações de peso de dois de seus principais produtos, o Windows e o Office. Ainda com o nome provisório de Office 12, o pacote para escritório terá interface nova e um modelo de documentos baseado na linguagem XML. Alan Yates, gerente geral de estratégia de negócios da divisão Information Worker da empresa, revela detalhes do futuro Office na seguinte entrevista exclusiva a PC WORLD.

PC WORLD – Por que a decisão de tornar o formato de arquivos do Office um padrão público?

Alan Yates – Ele será um padrão aberto e baseado na linguagem XML. Foi um anúncio muito significativo para a indústria. Nesse momento, há bilhões de documentos produzidos no Microsoft Office pelo mundo, mas eles são um pouco como caixaspretas. Queremos abri-los. Queremos permitir o uso de um documento do Word, por exemplo, para alimentar automaticamente um sistema de CRM (Costumer Relationship Management).

Os concorrentes poderão fazer programas capazes de abrir e criar documentos nesse formato?

Será um padrão completamente aberto. Nossos competidores poderão usar o formato e embutilo em seus programas. O formato XML já existe como opcional no Office 2003, mas o OpenXML é uma evolução e será o padrão do Office 12. Vamos oferecer add-ins para todas as versões antigas do Office para que possam converter documentos para o novo formato.

A Microsoft trabalha nesse sentido há bastante tempo ou foi uma decisão recente?

A decisão foi amadurecendo conforme aprendemos a trabalhar com XML. Percebemos que os documentos devem aumentar a rentabilidade do trabalho individual dentro das empresas. Os documentos podem centralizar os processos de negócios. Além disso, o novo formato reduzirá imensamente o tamanho dos arquivos.

Haverá um Office 12 específico para mercados emergentes, para uso em PCs populares?

A Microsoft sempre acreditou e continuará apostando no Works como plataforma promissora para mercados emergentes. É o pacote ideal para o PC para Todos, para quem nunca teve um computador antes. Ele será atualizado e direcionado ainda mais para iniciantes. Para estas pessoas, faz diferença encontrar um comando direto como “escrever uma carta”.

O que é o Office Live, atualmente em fase beta restrita aos EUA?

O Office Live é uma coleção de serviços para pequenas e médias empresas. Será um pacote por assinatura e terá e-mail, modelos de projetos e sistemas de troca de arquivos. Uma espécie de extranet com serviços de colaboração. O projeto deve ser trazido ao Brasil, mas ainda não há previsão de quando.

O Office 2003 focou o uso corporativo. O Office 12 mira o usuário individual?

Com o 2003, buscamos mecanismos para melhorar a comunicação entre as pessoas. Com o Office 12, continuaremos buscando um cenário de maior colaboração. O Office é cada vez menos um pacote de programas e mais um sistema integrado. Novos dispositivos e o OpenXML permitirão uma constelação de produtos integrados muito difícil de reproduzir. Algo quase impossível de ser feito pela comunidade de código aberto. Com o Windows Vista e o Office 12, vamos quebrar uma nova barreira.

> Na segunda parte de sua entrevista exclusiva a PC WORLD, Alan Yates diz que o software open source é apenas um modelo de negócios diferente, não uma forma inovadora de desenvolvimento. Leia a íntegra da conversa

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail