Home > Dicas

Dicas para fotografar na neve

Vai passar as férias em uma estação de esqui ou sob a neve? Confira alguns truques para tirar boas fotos

Dave Johnson – PC WORLD/EUA

13/01/2006 às 15h39

Foto:

Neve boneco - 200xTodo mundo tem sua estação do ano preferida. Para mim, é o verão, com dias quentes, limonadas refrescantes e mergulhos no mar – e nenhuma rua ou calçada precisando de um removedor de neve. De fato, não há nada que eu odeie mais que ter de lidar com neve semi-derretida e deslizante. Mas, admito, a neve pode produzir excelentes fotografias e acaba conseguindo uma difícil trégua com essa coisa branca.

O acordo costuma ser o seguinte: eu tiro fotos dela desde que meu filho cuide de limpar a entrada da casa e da garagem. Tenho certeza que vocês, habitantes de lugares onde não há neve e uma visita a ela costuma ser algo voluntário, me perdoarão pela inveja que sinto de vocês.

Prepare seu equipamento

Se planeja tirar fotos em lugares com frio e neve, terá de preparar seu equipamento para isso, pois as condições climáticas podem exigir que eles trabalhem no limite da capacidade. O ponto mais importante é lembrar que as baterias podem se descarregar muito mais rápido no frio, portanto tenha reservas. Eu trabalho com uma segunda bateria totalmente carregada em um bolso interno do casaco, assim o calor do meu corpo ajuda a mantê-la protegida. Se a bateria em uso para e funcionar, eu troco as duas de lugar e muitas vezes o calor corporal consegue ressuscitar a primeira.

Muitas pessoas me perguntam se há risco de condensação nas lentes da câmera. Alguns fotógrafos até colocam os aparelhos em sacos plásticos para evitar o problema. Na realidade, porém, tal condensação não pode se formar quando a câmera sai de um lugar quente para um frio, portanto você estará em segurança em ambientes abertos. Apenas não derrube a câmera em cima de um monte de neve.

O problema pode aparecer ao retornar com câmera para dentro de casa ou para um local quente e fechado depois de algumas horas no frio. Se existir um quarto ou ambiente não aquecido dentro do local onde estiver, deixa a câmera lá por pelo menos uma hora para a temperatura estabilizar. Outra opção é fechar a câmera em um saco plástico selado e deixá-la lá, dentro de casa, por duas ou três horas (a umidade ficará concentrada no saco, não na câmera).

Ajustes para neve

Quando levar sua câmera ao mundo maravilhoso do inverno, lembre-se que a neve é algo bem diferente da maioria das coisas normalmente fotografadas. Ela é extremamente reflexiva e pode confundir os sensores do aparelho. Resumindo: na presença de muita neve, provavelmente sua câmera tentará fazer uma foto com pouca exposição à luz.

Há diversas formas de contornar o problema. A mais simples é configurar a câmera para o modo neve ou praia, se ele existir no seu aparelho. Essa definição de exposição pré-configurada leva em consideração matérias brilhantes e altamente reflexivas como a neve e a areia e compensa a exposição da fotografia automaticamente.

A alternativa manual e aumentar você mesmo a exposição. Coloque o controle de exposição, por exemplo, em +1, o que significa que a fotografia receberá o dobro da luz ao ser registrada.

Atenção ao horário

Sabemos que a cor da luz varia ao longo do dia. Essa máxima é especialmente verdadeira em ambientes com neve. Se sair para fotografar muito cedo ou no fim do dia, acabará fazendo fotos mais quentes, com a neve adquirindo tons avermelhados. Já perto do meio-dia, as fotos serão mais frias e azuladas.

Neve cristais - 200xExperimente fotos em close

É claro que a maiorias das fotos na neve, feitas quase por instinto, serão de árvores com os galhos branquinhos e casas com os telhados cobertos de neve. Não há nada de errado com elas, mas algo interessante a se experimentar é fazer closes de detalhes parcialmente congelados. Usando o modo macro da câmera, aquele do ícone da tulipa, e chegando perto o suficiente, é possível registrar cristais de gelo como as imagens ao lado.

Como fazer imagens assim? Um bom começo é usar um tripé. Como essas fotos são feitas de muito perto do objeto, qualquer pequeno tremor acabará com a foto. Além disso, como estará frio, será ainda mais difícil segurar a câmera sem tremer as mãos. Portanto, mesmo que você esteja acostumado a fazer fotos assim no verão, talvez não seja capaz no frio.

Outra dica é experimentar versões com e sem flash. Com o flash ligado, a iluminação extra ajuda a capturar os detalhes, mas adiciona um aspecto um pouco artificial e asséptico. Se tentar com a luz natural, uma boa opção pode ser aumentar o ISO da câmera para reduzir o tempo de exposição.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail