Home > Notícias

Com Messenger, MSN começa estratégia Windows Live no Brasil

Criada para combater avanço do Google, MSN Brasil começa a testar em larga escala o Live Messenger. Veja quais serão os próximos produtos

Ralphe Manzoni Jr., do IDG Now!

18/01/2006 às 19h03

Foto:

O MSN Brasil, divisão de internet da Microsoft, deu o pontapé inicial da estratégia Windows Live no Brasil com a liberação do Windows Live Messenger, ainda em beta, para uma escala maior de usuários brasileiros.

O Windows Live é uma estratégia da Microsoft para combater o avanço do Google na parte de serviços de internet.

Anunciado em novembro de 2005, ele se baseia em uma plataforma tecnológica Ajax que permitirá aos usuários dos serviços online da Microsoft customizar 100% de sua experiência na internet.

Nessa primeira fase, os usuários que quiserem testar o Windows Live Messenger terão que se inscrever ou receber um convite para usar o produto. "Poderá levar dias ou semanas, dependendo do tamanho da fila", explicou Priscyla Alves, gerente de produtos de comunicação e marketing do MSN Brasil e América do Sul.

Na próxima semana, começa o teste - para uma lista restrita de usuários - do Windows Live Mail., a versão de e-mail da Microsoft que vai substituir o Hotmail.

"O Windows Live Messenger é uma evolução do Messenger, o Live Mail foi desenvolvido totalmente do zero e vai substituir a interface que conhecemos hoje do Hotmail", afirmou Priscyla Alves.

A executiva do MNS adianta ainda que dois novos produtos serão lançados no Brasil - em versões beta - até o final do primeiro semestre de 2006: o Live.com e o LiveSearch.

O primeiro deles, já disponível nos Estados Unidos, permite criar uma página web de conteúdo personalizada e é baseada em feeds de RSS.

O MSN negocia parceiros de conteúdo brasileiros, mas o usuário poderá adicionar qualquer tipo de conteúdo, desde que esteja disponível no formata XML usado em RSSs.

O LiveSearch.com é a nova versão do mecanismo de busca da Microsoft, que substituiu atual tecnologia da companhia.

Windows Live Messenger

A nova versão do comunicador instantâneo da Microsoft, o Windows Live Messenger, traz como principal novidade o compartilhamento de arquivos por meio de redes peer-to-peer (P2P).

O usuário poderá compartilhar arquivos com a sua lista de amigos, que terão cópias armazenadas tanto na máquina do usuário, como na do amigo. Toda vez que houver uma alteração no documento, ele será modificado também remotamente.

Os usuários também poderão mandar mensagens para pessoas que estão offline, o que, segundo Priscyla Alves, era uma reivindicação antiga dos usuários do MSN Messenger.

A executiva diz também que os recursos de voz e vídeo foram melhorados e que o usuário não sentirá diferença de qualidade em voz de computador para computador em relação à telefonia tradicional.

A lista de contatos agora será capaz de armazenar 600 pessoas, 100% a mais do que era possível anteriormente e haverá mecanismos de buscas, parecidos com os do Outlook, para gerenciar os contatos.

No Brasil, o MSN Messenger conta com 15 milhões de usuários ativos - que usaram o comunicador instantâneo pelo menos uma vez nos últimos 30 dias.

Com isso, o Brasil é o segundo país em números de usuários do MSN Messenger, atrás apenas dos Estados Unidos.

Quer testar o Windows Live Messenger, clique aqui.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail