Home > Dicas

Um glossário dos termos essenciais da internet

Conhecer a forma de funcionamento da internet, ainda que superficialmente, pode ajudar na prevenção contra ameaças virtuais

Scott Spanbauer – PC WORLD/EUA

30/01/2006 às 19h09

Foto:

“Toda tecnologia suficientemente avançada é indistinguível da magia”, diz a terceira lei do gigante da ficção científica Arthur C. Clarke. A internet praticamente não existia quando o autor de 2001: Uma odisséia no espaço propôs a lei, mas ela pode, sem dúvida, ser vista por muitos como algo um tanto sobrenatural. Além disso, a magia da internet é acompanhada por um punhado de problemas na forma de vírus, vermes, spam e outros terríveis efeitos colaterais da vida digital. Felizmente, você pode evitar muitos deles se souber, ao menos superficialmente, como a internet funciona. Aqui está, então, um guia rápido dos termos essenciais da internet.

TCP/IP
O Transmission Control Protocol/Internet Protocol (Protocolo de controle de transmissão/Protocolo internet) é o software de rede que permite ao seu computador reunir informações em pacotes de dados e enviar estes pacotes a outros computadores. Os computadores e roteadores de rede que formam a internet olham para os endereços IP de origem e de destino inscritos em cada pacote e determinam a melhor rota para mover os dados até seu local esperado. Essa é a boa notícia. A má é que qualquer pacote deste pode conter um possível ataque ao seu PC.

Endereço IP
Se o seu sistema está conectado a uma rede local ou à internet, é praticamente certo que ele utiliza um endereço IP para fazer a comunicação de pacotes de dados. Três faixas de endereços IP são reservadas para redes privadas, como as domésticas ou corporativas: 169.254.xxx.xxx, 10.10.xxx.xxx e 192.168.xxx.xxx (onde “xxx” pode ser qualquer número de 000 a 255).

Se o seu computador usa um endereço público (qualquer um fora das faixas citadas acima), ele é susceptível a ataques de outros PCs ligados à rede. Por esta razão, todo sistema Windows XP sem as correções contra ataques diretos como o verme Blaster pode entrar em colapso apenas alguns minutos depois de se conectar à internet por meio de um IP público.

O Windows utiliza endereços 169.254.xxx.xxx sempre que não conseguir encontrar um servidor DHCP (leia abaixo). Para verificar qual o endereço IP de seu sistema Windows XP, clique no menu Iniciar, clique com o botão direito do mouse em Meus locais de rede e selecione Propriedades. Em seguida, selecione sua conexão de rede ativa no painel direito da janela Conexões de rede. Ao fazer isso, o endereço IP será exibido no painel esquerdo, sob a guia Detalhes.

DHCP e NAT
O Dynamic Host Control Protocol (DHCP) permite que um computador ou outro dispositivo de rede, como um roteador, defina endereços IP privados para outros PCs da mesma rede. Se o seu computador trabalha com um endereço em alguma das faixas citadas anteriormente, é possível que ele tenha sido estabelecido por um servidor DHCP.

Ao mesmo tempo, o Network Address Translation (NAT) permite que um computador ou dispositivo de rede, normalmente o mesmo que roda o servidor DHCP, traduza o endereço público inscrito em pacotes de dados para os endereços privados definidos para os computadores que devem receber essas informações.

Essa ação conjunta permite que você navegue na web, mande e receba e-mails e se conecte a outros servidores de internet mantendo-se invisível a possíveis ataques. Mesmo que seu sistema local esteja vulnerável, o NAT impede a ação de códigos maliciosos.

DNS
É o Domain-Name System (Sistema de Nomes de Domínios) da web. Por ele, é possível visitar o site da PC WORLD digitando www.pcworld.com.br, sem a necessidade de saber o endereço IP específico do site.

URL
O Uniform Resource Locator permite que o seu navegador ou que qualquer outro programa consiga se conectar a um servidor remoto via internet. As URLs contêm o domínio (ou o endereço IP) do servidor remoto e, muitas vezes, incluem o nome de um arquivo ou diretório no servidor. Elas também são normalmente precedidas pelo indicativo do protocolo IP, como http:// para websites.

Uma URL maliciosa bem construída pode fazer um estrago grande, especialmente se tirar proveito de uma falha ou vulnerabilidade de um programa instalado no seu computador. Para ficar em segurança ao clicar em uma URL embutida em um site, e-mail ou em qualquer outro lugar, seja paranóico: não faça nada a menos que tenha certeza que o link é seguro. Se um trecho do endereço parece estranho, não arrisque.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail