Home > Notícias

Celular é maior objeto de desejo dos paulistanos

Dos consumidores ouvidos, 13,8% vão adquirir telefones no 1º trimestre; informática e eletrônicos estão entre os cinco itens mais desejados

Daniela Braun - IDG Now!

01/02/2006 às 17h35

Foto:

Celulares, eletroeletrônicos e produtos de informática estão entre os cinco itens mais desejados pelo consumidor paulistano no primeiro trimestre de 2006.

De acordo com um estudo do Provar (Programa de Administração do Varejo) e da FIA (Fundação Instituto de Administração), o celular é o primeiro item na lista de intenção de consumo.

Dos 500 entrevistados na região de São Paulo, 13,8% pretendem adquirir telefones celulares nos três primeiros meses do ano e estimam gastar em média 471,87 reais na compra do produto.

Em segundo no ranking de consumo aparecem móveis - intenção de compra de 10,6% dos entrevistados, que pretendem gastar 1.347,92 reais - e em terceiro estão os eletroeletrônicos, que serão adquiridos por 9,4% dos participantes da pesquisa, que desembolsarão 717,70 reais pelos itens.

O quarto lugar fica para a linha branca (geladeira, fogões e lavadoras de roupa), que conquistou a preferência de 8,8% dos consumidores ouvidos (com 1.130,91 reais de previsão de gastos), enquanto em quinto lugar aparece a categoria informática, listada por 8,6% dos entrevistados como prioridade de compra.

Os participantes da pesquisa pretendem desembolsar 1.564,19 reais com estes produtos, o segundo maior ticket médio no ranking dos 10 itens mais desejados, perdendo apenas para os automóveis, que aparecem em 10º lugar, com gasto médio pretendido de 13 mil reais.

Tanto a categoria de eletroeletrônicos quanto a de informática registraram crescimento na intenção de compra em relação ao quarto trimestre de 2005, quando apresentaram índices respectivos de 6,6% e 7,2%.

De acordo com os responsáveis pela pesquisa, esse aumento tem origem na estabilidade cambial e nas liquidações de início de ano.

A pesquisa de intenção de consumo em São Paulo é realizada trimestralmente e já está em sua 26ª edição.

Os dados referentes à intenção de consumo entre janeiro e março de 2006 foram coletados entre 8 e 15 de janeiro, junto a 500 adultos de famílias com rendas entre 390 reais e 6,4 mil reais, divididos em cinco grupos.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail