Home > Notícias

Hackers venderam código que explorava falha WMF

Segundo relatório da Kapersky, o código surgiu logo após a descoberta da falha, no início de dezembro de 2005

IDG Now!

03/02/2006 às 19h03

Foto:

Pelo menos três hackers russos venderam um código que explorava a falha WMF (Windows Metafile) encontrada no Windows, segundo a fabricante de segurança Kaspersky.

O preço do sistema operacional foi de 4 mil dólares, segundo Alexander Gostev, analista sênior de vírus da Kaspersky, em um relatório sobre a atividade do vírus em 2005.

Segundo o documento, a vulnerabilidade foi descoberta no primeiro dia de dezembro e o código que explorava a falha surgiu logo na sequência.

Entre os compradores do código, segundo Gostev, estavam empresas que exploravam o negócio de adqware e spywares.

Enquanto nenhuma correção foi publicada pela Microsoft, a vulnerabilidade WMF no Windows foi uma séria ameaça aos usuários de computador.

Na época, a Microsoft disse para os usuários esperarem o ciclo normal de correções da empresa, que acontece toda segunda terça-feira no mês, embora os especialisas de segurança avisassem que a falha poderia ser usada para roubar dados em máquinas infectadas.

O perigo foi considerado tão grande que mais de duzentos códigos surgiram na internet explorando a falha e os especialistas de segurança chegaram a endossar uma correção não-oficial, criada por Ilfak Guilfano.

Depois de tanta pressão, a Microsoft resolveu antecipar a correção da falha WMF antes do ciclo mensal de atualizações da empresa.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail