Home > Notícias

Google exclui site da BMW por enganar buscador

É a primeira vez que o Google retira uma empresa de seu sistema de buscas por manipulação dos resultados

Nancy Gohring - IDG News Service, Dublin

06/02/2006 às 19h22

Foto:

Esta é a primeira vez que o Google retira uma empresa de seu sistema de buscas, informou Matt Cutts,  funcionário do Google em seu blog, no sábado (04/02). Segundo ele, o site bmw.de foi removido na semana passada porque certas páginas se mostravam de uma determinada forma quando a ferramenta de buscas as visitava. No entanto, ao receber a visita de um internauta, a página era totalmente modificada por um sistema de redirecionamento.

Cutts disse que a prática viola especialmente a seguinte diretriz: "Não engane seus usuários ou apresente conteúdos diferentes do que mostra no mecanismo de buscas."

O funcionário do Google ainda contou que outro site, o Ricoh.de, seria removido do index em breve por razões similares.

Um porta-voz do Google confirmou, por e-mail, a remoção do BMW.de, mas não fez mais comentários sobre o caso. Acrescentou apenas que a empresa não tolera sites que tentam manipular resultados.

"O Google precisa aprimorar seus algoritmos para lidar com este tipo de situação porque a BMW não é a única companhia que faz isto", observou Hellen Omwando, analista da Forrester Research Inc.. Ela também recomendou que o Google contrate editores e não conte apenas com o sistema para evitar as ocorrências.

Atualmente, as empresas usam uma série de técnicas para tentar assegurar uma presença de destaque de seus sites nos resultados de buscas. Parte do problema que o Google enfrenta, no entanto, envolve uma linha tênue entre otimização de sites e práticas que procuram manipular os resultados, afirma a analista.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail