Home > Notícias

BMW volta ao Google, mas com críticas

Empresa está de volta ao índice do Google, mas criticou fortemente atitude do mecanismo de busca, dizendo que não engana os usuários

09/02/2006 às 10h28

Foto:

A BMW negou que usou práticas para enganar o usuário em seu web site e criticou o Google por remover o seu site alemão do índice de buscas, apesar de ter sido reincluída no final da terça-feira (07/02).

"Há muitos outros fornecedores de conteúdo web usando páginas de entrada na internet para enganar os usuários", afirmou Markus Gagemann, porta-voz da BMW.

O porta-voz acrescentou que reconhece os esforços do Google para fazer algo contra a prática, mas acrescentou que a empresa de busca deveria ver a diferença de como as páginas de buscas são usadas.

Gagemann afirmou que a BMW criou a página de entrada, também conhecida como redirecionamento, porque alguns itens do site da BMW são escritos em Java, que não são detectados pelos sistemas de buscas.

"A página de entrada foi desenhada somente para dar uma idéia ao sistema de busca de seu conteúdo", afirmou o porta-voz.

Segundo o porta-voz da BMW, o conteúdo da página de entrada era o mesmo da página na qual o visistante era redirecionado. "Não era uma página para enganar os usuários", disse Gagemann.

As empresas de buscas preferem não indexar conteúdo escrito em Java e alguns tipos de JavaScript, porque algunas sites usam essas linguagens de uma forma que pode afetar o sistema de busca, afirmou Shari Thurow, gerente de marketing da GrantasticDesigns.com

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail