Home > Notícias

Spyware foi a maior ameaça de 2005, diz Webroot

Relatório da empresa aponta cavalos-de tróia e sistemas de monitoramento como os principais vilões do ano que passou

10/02/2006 às 11h54

Foto:

Um alarmante aumento nas falhas de segurança nas empresas e a sofisticação das ameaças fez de 2005 o maior ano da história dos spywares, diz o relatório State of Spyware, divulgado pela Webroot.

A empresa especialista em segurança detectou o uso de 400 mil sites para espalhar spywares, cavalos-de-tróia, worms e outros programas malevolentes em 2005.

O relatório mostra ainda que a companhia detectou 130 brechas críticas de informações em empresas, que colocaram em risco dados de 55 milhões de norte-americanos, sem falar em um número indeterminado de usuários fora do país.

A ameaça mais crescente, segundo a pesquisa, foi o uso de cavalos-de-tróia e sistemas de monitoramento.

Entre o terceiro e o quarto trimestre de 2005, o número de infecções por cavalo-de-tróia cresceu 9%. Já o número de sistemas de monitoramento cresceu 50% a cada trimestre entre abril e dezembro do último ano.

Outra constatação do relatório é a de que a complexidade das ameaças vem crescendo, com a aumento de keyloggers - programas que roubam dados de usuário e senha - que atuam no nível do kernel (núcleo do sistema operacional) e crescimento de códigos polifórmicos.

A Webroot acredita que os desenvolvedores de spywares estão avançando nas técnicas para evitar a detecção e manter suas receitas.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail